Política

Obras da Estrada Nacional 225 ficam concluídas em Dezembro

As obras da Estrada Nacional - 225, que liga os municípios do Xá-Muteba, Cuango, Caungula, Cuilo e a cidade do Dundo, capital da Lunda-Norte, ficam concluídas na primeira quinzena de Dezembro, garantiu o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida.

05/07/2018  Última atualização 10H00
Benjamin Cândido | Edições Novembro | Dundo © Fotografia por: Manuel Tavares de Almeida visitou projectos na Lunda-Norte e parte para o Moxico

Em declarações terça-feira à imprensa, o ministro afirmou que as obras, numa extensão de 504 quilómetros, foram adjudicadas à GRINNER, que prometeu cumprir os prazos, aproveitando a época seca que se regista neste momento no país.
“Temos alguns constrangimentos, como uma ravina, mas estamos a estudar alternativas, de modo a recomendar os estudos técnicos para analisar, em termos de custos, qual a adoptar, se é para desviar ou manter o traçado rodoviário”, assegurou.
Manuel Almeida explicou que, enquanto durarem as obras, o empreiteiro vai abrir o troço alternativo para facilitar a circulação de pessoas e bens para o interior da província.
Sobre as ravinas que ameaçam destruir algumas infra-estruturas sociais, com destaque para os prédios da centralidade do Mussungue, na cidade do Dundo, o ministro informou que está a decorrer o concurso público para a contratação de empresas que reúnam requisitos, tendo em conta a dimensão e complexidade das obras.
Sem precisar a data do início das obras, Manuel Tavares de Almeida disse ser possível ainda este ano  iniciar as obras de estancamento das ravinas se o tribunal de contas for célere com os processos.
“Estamos a negociar os contratos com os empreiteiros para iniciar as obras”, disse o ministro, sublinhando que a contratação pública obedece a requisitos administrativos rigorosos. “Só podemos fazer obras com contrato aprovado pelo Tribunal de Contas e, quando for aprovado, vamos iniciar os trabalhos”, afirmou.Mário Mendonça, representante da construtora GRINNER, garantiu que a partir de segunda-feira, vai ser aberto o troço entre Cahata e Muatchimbundo, numa extensão de 26 quilómetros, na Estrada Nacional 225. A via alternativa deixa de ser utilizada depois da colocação do tapete asfáltico e a construção de uma ponte sobre o rio Luxico.
Mário Mendonça afirmou que está concluído o trabalho de desmatação. Em estado avançado estão os aterros em zonas onde existem pântanos e terrenos arenosos.
O empreiteiro apontou como um dos principais constrangimentos das obras, as ravinas que se encontram ao longo do traçado rodoviário.
O ministro avaliou as obras do troço rodoviário entre rio Lui e Xa-Muteba, na província da Lunda-Norte, com cerca de 180 quilómetros. Depois da Lunda-Norte, o ministro Manuel Tavares de Almei-da segue para província do Moxico, onde vai constatar também as obras das estradas naquele ponto do país.


Especial