Economia

Destruídos produtos deteriorados

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (Inadec) do Huambo destruiu, de Janeiro a Setembro, 6 527 grades de cerveja Cuca e duas toneladas de arroz deterioradas, informou ontem, o chefe daqueles serviços, Afonso Chicucuma.

08/10/2019  Última atualização 16H28
DR

Naquele período, o Inadec recebeu 73 denúncias e reclamações, 60 das quais foram resolvidas, realizou 243 visitas de constatação a estabelecimentos industriais, hoteleiros, comerciais, além de serem promovidas sete palestras em escolas e mercados.
Afonso Chicucuma lembrou que a actividade do Inadec no Huambo, tem uma elevada componente de fiscalização do comércio e de alerta aos consumidores para que não comprem nada antes de verificarem o rótulo e a data de caducidade.
“Existem comerciantes de má fé que evacuam as mercadorias em mau estado de conservação para os municípios e localidades distantes dos órgãos de inspecção, para obter o lucro fácil,” denunciou o representante do Inadec no Huambo.
Afonso Chicucuma informou que o Inadec, no Huambo, precisa de 20 técnicos superiores e outros trabalhadores especializados, como arquitectos, juristas, agrónomos, veterinários, economistas e um especialista em hotelaria, para dar resposta às situações que se colocam ao trabalho quotidiano.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia