Economia

Destacado contributo dos pecuaristas no fornecimento de carne ao mercado nacional

Arão Martins | Lubango

Jornalista

O governador provincial da Huíla, Nuno Mahapi Dala, enalteceu o contributo dos pecuaristas do Sul do país na oferta de carne no mercado nacional, ao falar à imprensa, quinta-feira, à margem da abertura da 18ª Feira do Gado, no Lubango.

12/08/2022  Última atualização 10H04
© Fotografia por: Arão Martins | Edições Novembro
Nuno Mahapi Dala afirmou que a região tem um efectivo ganadeiro considerável que joga um papel determinante na cobertura da procura das famílias, considerando importante continuar a fazer investimentos para que, a produção, além da qualidade, também ocorra à escala.

"Vamos continuar a encorajar os empresários que estão nesse sector, para termos uma província e país, no geral, que possam responder aos grandes desafios no sector alimentar”, garantiu.

O governador considerou ser  missão do Estado criar condições para que o investidor encontre serviços básicos para corresponder aos esforços dos produtores, que continuam a solicitar a construção de um matadouro que consiga cobrir as necessidades do mercado.

"Ao fazermos investimentos neste sector, acreditamos que vamos concorrer, em pouco tempo, com os países da região Austral. Devemos, todos, fazer investimentos em infra-estruturas e condições técnicas para que a cooperativa consiga responder aos desafios do país”, defendeu.

O governador assegurou que o Governo vai continuar a investir e implementar projectos estruturantes, à semelhança do matadouro, com o acesso às maiores zonas de criação de gado.

Destacou, também, o papel preponderante da província da Huíla no programa de repovoamento do gado a nível nacional. "É frequente verificar o gado que se desloca da Huíla para outras províncias do país, uma demonstração clara do contributo da província aos programas de repovoamento em curso no país”, disse.

Notou que se o gado sai da Huíla para Luanda está-se a desenvolver. "Não há dificuldades na migração, na medida em que encontra, também, melhores condições de pasto e de comercio”, concluiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia