Mundo

Desmantelada uma das redes de tráfico de droga mais activas

Uma operação coordenada pela Agência Europeia para a cooperação policial (Europol), que contou com as autoridades espanholas, suecas, francesas e holandesas, desmantelou uma das organizações de tráfico de estupefacientes “mais activas na Europa”, disse, este sábado, a Polícia Nacional espanhola.

03/07/2022  Última atualização 06H25
Coordenação entre Polícias de Espanha, França, Suécia e Holanda permitiu desmantelar a rede de tráfico de estupefacientes © Fotografia por: DR

Em Espanha, segundo a autoridade, foram detidas cinco pessoas, incluindo dois membros da Mocro Maffia, um dos quais "considerado pelas autoridades suecas como sendo o criminoso mais proeminente do seu país”.

A investigação da Europol esteve centrada "num importante traficante de droga colombiano”, que há mais de uma década "importa narcóticos” para Espanha. "O desenvolvimento da investigação permitiu aos investigadores descobrir a estrutura criminosa que a organização tinha estabelecido em Espanha, França e Colômbia”, referiu a Polícia Nacional.

O traficante, "graças à experiência no mundo do tráfico da droga”, construiu uma rede para introduzir "as enormes quantidades de cocaína que os clientes exigiam” na Europa através de Espanha.

O caso foi descoberto quando a Polícia espanhola realizou, no ano passado, uma operação policial e apreendeu 3.228 quilos de cocaína na costa de Huelva, oriundos da Venezuela. Na altura, duas pessoas foram detidas.

Após a apreensão em Huelva, "os agentes intensificaram a actividade operacional noutros alvos” e descobriram que "uma das pessoas investigadas” era considerada pelas autoridades suecas como o "criminoso mais activo dos últimos anos”.

Durante a investigação, os agentes descobriram que vários traficantes de droga se iriam reunir em Barcelona e "uma segunda fase da operação” foi realizada na quinta-feira, 30 de Junho.

"Nesta segunda fase, os agentes policiais conseguiram deter os alegados dirigentes da organização criminosa que opera em Espanha, um deles localizado em Ibiza - onde se encontrava de férias - e outro na prisão onde cumpre actualmente uma pena por outros crimes”, acrescenta a autoridade.

Foram realizadas buscas domiciliárias, nas quais foi possível apreender armas, dinheiro em numerário e dispositivos informáticos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo