Sociedade

Desentendimento entre moto-taxistas termina em morte e cria pânico

André da Costa

Jornalista

Desentendimento entre moto-taxistas resultou, domingo (23), na morte de um cidadão e criou pânico na Avenida Fidel Castro, em Luanda.

24/01/2022  Última atualização 05H05
Avenida Fidel Castro esteve bloquedas por alguns momentos © Fotografia por: DR
Segundo o porta-voz da Polícia Nacional, superintendente Nestor Goubel,  o caso ocorreu por volta das 17horas, junto à paragem da "Mutam-ba", quando uma patrulha da corporação foi chamada para o local para apaziguar as partes envolvidas.
De acordo com o oficial da Polícia, como não havia entendimento, os agentes convidaram os dois moto-taxistas a irem à esquadra da Engevia, a mais próxima do local do acontecimento, para a solução do problema, mas um deles negou, insistindo que o problema tinha que ser resolvido ali mesmo.

Esta situação, disse Nestor Goubel, gerou grande confusão e um dos agentes, para dispersar a multidão, fez disparos, tendo uma das balas embatido contra o betão e em seguida atingido mortalmente um jovem cobrador de táxi, de 28 anos, aumentando, assim, a confusão.

Algumas pessoas fizeram barricadas na estrada, queimaram pneus, danificaram vidros de um autocarro da TCUL e quase que incendiavam a esquadra da Engevia com combustível.

Nestor Goubel explicou que tanto o agente que fez os disparos que resultaram em morte, como o cidadão que lançou o bidão de combustível para o interior da esquadra para incendiá-la  estão detidos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade