Política

Desafios do MPLA exigem organização

Justino Victorino / Huambo

Jornalista

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, afirmou, ontem, no município do Bailundo, província do Huambo, que a agenda política do partido deste ano não deve dar opção nem oportunidade aos adversários, face aos desafios políticos e eleitorais, que exigem uma rigorosa organização e planificação.

19/06/2021  Última atualização 09H20
© Fotografia por: Justino Victoriano| Edições Novembro
A dirigente do partido no poder falava no encerramento do primeiro Encontro dos Secretários Executivos dos Organismos Permanentes Intermédios do MPLA nas províncias de Benguela, Bié, Cuanza-Sul e Huambo. 

Luísa Damião lembrou que a agenda política do MPLA fixa oito eixos estratégicos, entre os quais a realização, com sucesso, do VIII Congresso Ordinário do partido, que se realiza em Dezembro, sob o lema "MPLA, por uma Angola desenvolvida democrática e inclusiva”. Na sua intervenção, a "número dois” na liderança do MPLA referiu-se ao processo orgânico em curso no partido, que está a permitir afinar cada vez mais o trabalho político-partidário e uma intensa mobilidade a nível das estruturas de base. 

Com aquele processo, disse, os dirigentes, quadros e militantes do partido sairão mais fortalecidos, com ideais e convicções firmes, assentes na ideologia defendida pelo MPLA: "a resolução dos problemas e aspirações do povo angolano”.

Luísa Damião disse que a nova dinâmica que está a ser imprimida no MPLA sinaliza cada vez mais a necessidade  de ter militantes exemplares e leais à causa do partido, militantes que se juntam com o objectivo de dar a sua  contribuição na defesa da imagem e do prestígio do MPLA e do seu líder, onde quer que estejam, e não ficarem no muro à espera de oportunidade imerecida, sem meritocracia e percurso político.

A primeira secretária provincial do Huambo do MPLA, Lotti Nolika, disse que o encontro foi bem vindo porque permitiu abordar vários assuntos sobre a situação política, social e económica da província, para garantir o bem-estar das populações.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política