Economia

Desafios do Mercado de Valores abordados hoje em videoconferência

A Comissão do Mercado de Capitais realiza, hoje, por videoconferência, uma sessão de retrospectiva de 2021 e desafios do Mercado de Valores Mobiliários Angolano para 2022, no âmbito do ciclo de eventos “Diálogo com a CMC”.

12/01/2022  Última atualização 08H12
© Fotografia por: DR
De acordo com o documento enviado ao Jornal de Angola, a Comissão do Mercado de Capitais (CMC), na qualidade de organismo de supervisão dos Mercados de Valores Mobiliários (MVM), pretende, neste primeiro episódio deste ano, trazer as "Perspectivas do Mercado de Capitais em Angola”, numa abordagem abrangente e inclusiva, visando alinhar os objectivos do segmento com a missão de diversificar a oferta de produtos financeiros.

"O objectivo do evento passa por transmitir, através de um diálogo aberto, dirigido ao público em geral, as acções realizadas pela CMC em 2021, os principais desafios enfrentados e as perspectivas para 2022, alinhadas à estratégia da CMC e aos demais programas existentes ao nível do país, para melhoria do ambiente de negócios e do sistema financeiro angolano", escreve.

Moderado pelo jornalista André Samuel, a presidente do Conselho de Administração da CMC, Maria Uine Baptista, vai fazer uma nota introdutória para de seguida lançar o debate. São convidados, segundo o programa, Johny Soki, director do Gabinete de Estudos e Estratégia; Juceline Paquete, subdirectora do Gabinete de Desenvolvimento do Mercado;  Sandra Francisco, directora do Gabinete de Vigilância e Investigação do Mercado e Emitentes;  Runa Cruz, directora do Departamento de Supervisão de Intermediação Financeira e Infra-estruturas do Mercado;  Divaldo Silva, director do Departamento de Supervisão de Organismos de Investimento Colectivo;  Herlânder Diogo, director do Departamento de Política Regulatória e Normas, e  Kalussevico Miguel, director do Gabinete Jurídico e de Contencioso da CMC.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia