Política

Deputado pede mais atenção à agricultura

O deputado Virgílio de Fontes Pereira defendeu, em Malabo, Guiné-Equatorial, que alguns programas como do desenvolvimento da agricultura familiar, do emponderamento da mulher, da merenda escolar, do desenvolvimento nutricional da criança e do combate à fome e à pobreza devem merecer uma atenção especial dos poderes públicos e da sociedade civil.

11/03/2020  Última atualização 19H06
Cedida © Fotografia por: Virgílio de Fontes Pereira chefiou delegação na reunião da CPLP

Tal acção, disse, deve ser sempre entrosada e cooperante para o desenvolvimento da Segurança Alimentar e Nutricional em Angola.
De acordo com uma nota da Embaixada de Angola na Guiné Equatorial, Virgílio de Fontes Pereira discursava nos trabalhos da 2ª Comissão de Economia, Meio Ambiente e Cooperação da Assembleia Parlamentar da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que decorreu entre segunda-feira e ontem, na capital equato-guineense.
O deputado, que intervinha na qualidade de presidente do Grupo Nacional da Assembleia Parlamentar da CPLP, destacou que, actualmente, em Angola, a execução da Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, aprovada em 2009, apesar de alguns avanços, está condicionada à crise económica, ao decréscimo do investimento público e às alterações climáticas, uma vez que estes factores fizeram crescer exponencialmente a vulnerabilidade e a insegurança alimentar em todo o país.
Com efeito, considerou que no quadro do Plano de Desenvolvimento Nacional (PDN), alguns programas devem merecer uma especial atenção. Virgílio de Fontes Pereira defendeu que os deputados devem ser mais pro-activos na busca de iniciativas sobre a matéria, exercendo o seu papel de legisladores, fiscalizadores e de promotores do diálogo político e social.
Virgílio de Fontes Pereira chefiou uma delegação angolana que participou nos trabalhos da 2ª Comissão da Assembleia Parlamentar da CPLP. A delegação foi integrada pela deputada Maria Odete Tavares, a técnica parlamentar Isabel da Silva Pereira e o embaixador de Angola na Guiné Equatorial, António Luvualu de Carvalho, que, tal como o corpo diplomático da CPLP acreditado em Malabo, foi convidado a assistir as sessões de abertura e encerramento.
Os trabalhos foram abertos com as intervenções do presidente da 2ª Comissão da Assembleia Parlamentar da CPLP, o deputado português Luís Moreira Testa, e da presidente do Senado da Guiné Equatorial, Teresa Efua Asangono. Durante dois dias, os deputados da CPLP analisaram, entre outras matérias, a situação actual da implementação da Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional da comunidade, fizeram a apreciação do Relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), designado “Dinâmica do desenvolvimento em África: crescimento, emprego e desigualdade” que analisa o desenvolvimento destas matérias em África.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política