Cultura

Defensores do semba no Geração da Dipanda

Calabeto, Robertinho e Lulas da Paixão animam amanhã, a partir das 15h00, o caldo “Geração da Dipanda”, no Clube de Ténis, na Cidadela Desportiva, em Luanda, para saudar o 46º aniversário da Independência Nacional.

10/11/2021  Última atualização 09H55
Calabeto, Robertinho e Lulas da Paixão © Fotografia por: DR
Sucessos como: "Kamba Dyami”, "Sumba Ló Nguingue”, "Tussocana Kiebi” e "Ngolo Yami José” de Calabeto, assim como "Kaquinhneto”, "Massoxi”, "Joana”, "Sanguito”, "Kamaxinde” e "Nguma” de Robeertinho, e "Kamaca”,"Madia”, "Menina Wemita”,  "Nguami Maka” e "Ixi ya Muangana” de Lulas da Paixão esperam-se ser ouvidos neste momento de celebração do 46º aniversário da Dipanda.

Calabeto é um dos mais respeitados cantores angolanos e um verdadeiro showman. Os primeiros passos foram dados no grupo coral da Missão Evangélica. Em 1958, no Rangel, o menino na altura com 13 anos funda a Turma Rio de Janeiro.

Robertinho notabiliza-se como artista nos anos 80, depois de ter iniciado a carreira no grupo Ébanos, como instrumentista e corista, aos 18 anos, a convite de um amigo.

Lulas da Paixão compositor, que nos últimos anos abraçou o canto, começou a sua carreira artística como vocalista do grupo "A Caravana”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura