Política

Defendida adopção de leis para vitalizar o mercado

Victorino Joaquim |

Jornalista

O secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Caldas Albino, defendeu a adopção de medidas de política, sobretudo legislativas, que assegurem a auto-regulação do mercado da Publicidade e Marketing e permitam a participação efectiva das empresas, ao discursar no lançamento da 1ª Feira Nacional do sector, ontem, em Luanda.

24/07/2021  Última atualização 07H20
Momento em que representantes do MINTTICS (à direita) e da Eventos Arena assinam o acordo © Fotografia por: Eduardo Pedro | Edições Novembro
O responsável referiu o crescimento do sector, mas considerou serem necessários "outros vectores” e "outras acções”, apontando as medidas legislativas e um memorando assinado, nessa mesma ocasião, entre o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) e os promotores da Eventos Arena para a realização desta e de próximas feiras do sector, o que disse marcar "o início de uma caminhada” para concretizar as acções que o pelouro pretende levar a cabo a fim de dinamizar o sector de Publicidade e Marketing em Angola.

Durante o acto, a 1ª Feira Nacional de Publicidade e Marketing foi anunciada pelo director nacional de Publicidade, José Cuato, para o período de 1 a 4 de Dezembro, sendo o certame realizado para explorar as potencialidades do mercado e impulsionar a realização de negócios.

As metas anunciadas para o certame são a do auxílio à venda de produtos e serviços, estimular a expansão das actividades comerciais, conhecer novas tendências e segmentos, além da promoção de acordos e alianças estratégicas entre as empresas, diversificação e expansão de canais de comercialização, avaliar a competitividade das empresas, bem como inovar as estratégias de comunicação e publicidade.

A realização da feira está avaliada em 150 milhões de kwanzas, empregues pela Eventos Arena para garantir a participação de mais de 200 expositores, que terão assumir custos que vão dos seis aos 300 mil kwanzas, como pagamento pela inscrição, espaço do "stand” e outros elementos, embora os expositores que vierem de fora de Luanda têm previsto um desconto de 50 por cento.

José Cuato anunciou que a feira leva à institucionalização do dia nacional da Publicidade, no quadro de actividades auspiciadas pela  Eventos Arena, a empresa que o director nacional disse ter apresentado ao MINTTICS a melhor proposta e investe na  realização da exposição.
O memorando adoptado pelas partes sobre esse assunto foi assinado por José Cuato, pelo MINTTICS, e pelo presidente do Conselho de Administração da Eventos Arena, Bruno Albernaz.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política