Mundo

Decorre recolha de assinaturas para referendo para depor Maduro

O Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE) confirmou hoje que estão activos 1.200 centros de recolha de assinaturas para solicitar um referendo revogatório do mandado do Presidente Nicolás Maduro.

26/01/2022  Última atualização 20H00
© Fotografia por: DR

"O CNE informa: Estão abertos 100% dos centros para a recepção de manifestação de vontade para o referendo revogatório”, anunciou o organismo eleitoral venezuelano na sua conta do Twitter.

Segundo o CNE, a recolha de assinaturas, que começou pelas 06:00 locais decorrerá até às 18:00 (22:00).

A imprensa venezuelana e as redes sociais dão conta que até às 12:00 (16:00) houve pouca afluência de eleitores.

Terça-feira, o Movimento Venezuelano pelo Revogatório (MOVER) impugnou o calendário aprovado pelo CNE por considerar que viola princípios constitucionais e instou os venezuelanos a não se dirigem aos centros a pedir a realização do referendo.

"A aprovação, em 21 de Janeiro, do prazo para a recolha das assinaturas, foi um ato totalmente inconstitucional que vai contra os princípios da participação popular”, disse o porta-voz do MOVER aos jornalistas.

Segundo Nicmer Evans, a legislação prevê um prazo de 15 dias entre a data da aprovação do calendário e a realização da recolha de assinaturas para activar a consulta, tendo o CNE imposto o prazo de 12 horas e a data de 26 de Janeiro.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo