Desporto

Dani Massunguna pode regressar à titularidade

António de Brito

Jornalista

Após falhar 24 jogos, 16 para o Girabola e oito das Afrotaças, o central Dani Massunguna, recuperado da lesão, pode regressar à titularidade na equipa do 1º de Agosto, no desafio frente ao Cuando Cubango, no domingo, às 17h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, pontuável para a 17ª jornada do Campeonato Nacional de futebol da I Divisão, Girabola’2021.

30/04/2021  Última atualização 06H55
Defesa central (à esquerda) falhou a disputa de 16 jogos no Girabola e oito nas Afrotaças © Fotografia por: Santos Pedro| Edições Novembro
O "capitão” da formação militar diz que não vê a hora de voltar a fazer parelha no centro da defesa, com o internacional congolês democrata Bobó Ugenda.
"A ansiedade é enorme, visto que fiquei muito tempo parado, em consequência da lesão que havia contraído. Estou pronto para dar o meu contributo à equipa, mas a última palavra cabe ao treinador”, disse ao Jornal de Angola.

Durante a ausência de Massunguna, o técnico Paulo Duarte confiou a missão a Bonifácio, pois a jovem promessa não defraudou no entendimento com Bobó.
"Acompanhei todos os jogos da equipa e o Bonifácio teve um desempenho excelente. Gostei da actuação de ambos”, reconheceu.


Treino táctico

Determinado em continuar na senda de bons resultados, o tetracampeão nacional realiza, hoje, o penúltimo treino no Estádio França "N’dalu”. Paulo Duarte vai dar sequência ao aprimoramento dos sistemas de jogo a adoptar na recepção ao Cuando Cubango, sobretudo depois dos erros cometidos frente à equipa da Polícia Nacional.

De regresso às opções do treinador luso, deve estar o médio Buá, após o cumprimento de três jogos de castigo federativo, por ter visto o cartão vermelho directo na partida diante do Sagrada Esperança.
Expulso no desafio frente ao Interclube, por acumulação de amarelos, o avançado Zine falha o jogo em referência bem como o próximo com o Progresso Sambizanga.

Em relação à ambição na partida de domingo, Ivo Traça, técnico-adjunto do 1º de Agosto, espera conquistar os três pontos para manter acesa a chama para a conquista do penta-campeonato.
"Jogámos em casa e não podemos desperdiçar pontos, sobretudo nesta segunda volta do campeonato. Seja qual for o adversário, temos a responsabilidade de vencer”, assumiu Traça.


Adversário optimista

No máximo da força, com o objectivo de contrariar as pretensões da equipa rubro e negra, o Cuando Cubango chega hoje a Luanda, sem o técnico Hélder Teixeira, infectado com Covid-19.
Hélder Teixeira cumpre quarentena institucional de 14 dias, depois volta a realizar o teste serológico para aferir o seu estado.
Ainda assim, o conjunto visitante pretende pontuar no reduto do adversário, como refere o técnico-adjunto Luís Quintas.

"Viemos de uma derrota contra o Ferrovia do Huambo, e estamos determinados em pontuar na deslocação a Luanda. Sabemos das dificuldades que iremos encontrar, porque vamos defrontar o campeão angolano e no seu terreno. Temos de abordar o jogo com cautelas”, admitiu, ao Jornal de Angola, o adjunto de Hélder Teixeira.
No desafio da primeira volta, o 1º de Agosto derrotou o Cuando Cubango, por 2-0, no Estádio dos Eucaliptos, província do Bié.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto