Sociedade

D. António Jaca: “Medidas de prevenção são intocáveis”

O bispo da Diocese de Benguela exortou a população a cumprir com as medidas de prevenção contra o Covid-19 e o Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República.

30/03/2020  Última atualização 21H30
DR © Fotografia por: D. António Jaca

D. António Jaca considera que as medidas que obrigam a ficar em casa são “intocáveis”. Por isso, o prelado católico pediu muita prudência, paciência e um grande espírito de união nas famílias e nas comunidades. “Só assim se evita o contágio e a morte, que ninguém deseja nem para si, nem para os seus familiares, amigos, vizinhos ou simples concidadãos”, disse.

O bispo adverte que é necessário aprender a fazer a vida em casa. “Os pais vão poder conversar mais com seus filhos. Os casais vão se conhecer melhor, pois devido ao frenesim dos grandes centros urbanos sempre viveram longe um do outro”, referiu.

Moto-cisternas
Cento e noventa moto-cisternas, com capacidade de mil litros cada, foram entregues pelo governador de Benguela, Rui Falcão, no quadro do Plano de Combate ao Coronavírus. Segundo o plano de distribuição, os municípios de Benguela, Bocoio, Lobito, Cubal, Ganda, Chongoroi, Caimbambo, Balombo e Cubal, receberam cada 20 moto-cisternas. Já Baía-Farta e Catumbela, dada a sua densidade populacional, receberam 15 moto-cisternas.
Rui Falcão disse que estão disponíveis igualmente 20 camiões cisternas para reforçar o fornecimento de água em todos os bairros periféricos do litoral da província de

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade