Política

Cunene cria Comité dos Direitos Humanos

A província do Cunene conta, desde ontem, com um Comité de Promoção e Protecção dos Direitos Humanos, constituído por 23 membros.

10/09/2021  Última atualização 07H00
© Fotografia por: DR
O referido comité, empossado pelo governador provincial em exercício, Apolo Ndinoulenga, tem a missão de esclarecer os cidadãos sobre os seus deveres e direitos consagrados na Constituição.

O delegado provincial da Justiça e dos Direitos Humanos, Aldovino Mwaefelua, coordena o comité, coadjuvado pelo advogado Ezequiel Valunganeka, enquanto Alberto Ndeutapo é o secretário executivo.

Falando à imprensa, o coordenador do comité, Aldovino Mwaefelua, disse ser objectivo fundamental do órgão, cujas acções são tuteladas pelo Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, traçar estratégias que visam a defesa, protecção e divulgação dos direitos dos cidadãos.

São igualmente tarefas do comité divulgar e proteger os direitos humanos, com maior realce para as crianças, mulheres e pessoas idosas, sendo as principais vítimas nos lares e não só.

Segundo a Angop, Aldovino Mwaefelua apelou aos cidadãos a procurarem o comité provincial dos direitos humanos, caso se sintam lesados nos seus direitos.

O governador em exercício, Apolo Ndinoulenga, exortou aos recém-empossados a primarem pela unidade e coesão, em prol da defesa dos direitos dos cidadãos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política