Política

Cumpridos 52 por cento das metas do PDN

A execução dos programas inscritos no Plano de Desenvolvimento Nacional 2018/2022 atingiu 52 por cento das metas esperadas no primeiro trimestre deste ano, informou, ontem, em Luanda, o ministro da Economia e Planeamento, Sérgio Santos.

29/05/2021  Última atualização 09H55
Sérgio Santos fez o balanço da reunião da Comissão Económica © Fotografia por: Kindala Manuel | Edições Novembro
O ministro falava no final da 5ª sessão ordinária da Comissão Económica do Conselho de Ministros, que apreciou o relatório de balanço de execução do Plano de Desenvolvimento Nacional do primeiro trimestre.Sérgio Santos lembrou que o PDN 2018/2022 contém 70 programas e a sua avaliação é feita com o acompanhamento de 342 indicadores que visam atingir 165 objectivos nacionais.

Dos 342 indicadores, 52 atingiram a meta e têm um grau de execução de 100 por cento. 195 indicadores tiveram um grau de execução entre 50 e 100 por cento e apenas 95 indicadores estiveram abaixo da meta.De uma maneira geral, sublinhou, há o cumprimento das metas do Plano de Desenvolvimento Nacional que até Março esteve em 52 por cento.Sobre o desempenho da actividade económica no mesmo período, segundo o ministro da Economia e Planeamento, o país registou uma contracção no volume da produção petrolífera, levando à redução de 18 por cento da actividade do sector petrolífero, devido à Covid-19 e ao declínio natural das reservas de petróleo.

Sérgio Santos informou, por outro lado, que a actividade económica de outros sectores teve um crescimento de 1 por cento. "Estamos ainda em fase de elaboração das contas nacionais mas as estimativas para o primeiro trimestre apontam para o facto de a nossa economia, de uma maneira geral, ainda continuar em recessão”, disse.O ministro adiantou que houve, no primeiro trimestre, uma contracção de 4 por cento da actividade económica geral.Sérgio Santos esclareceu que o Executivo está na expectativa de o país sair da recessão económica este ano e passar para um período de estagnação.

Disse que políticas activas estão a ser tomadas, principalmente no sector petrolífero que tem um peso muito grande no volume da produção nacional e também no sector não petrolífero."Estamos a trabalhar com o sector privado para aumentarmos a produção. Mas sabemos que o ambiente ainda é de Covid-19, de grandes restrições a nível do investimento directo estrangeiro que queremos promover e por isso a nossa expectativa, se atingirmos a estagnação, será muito positivo porque o crescimento do ano passado foi negativo em 5 por cento”, notou, acrescentando que "se conseguirmos recuperar e atingirmos um patamar de estagnação estaremos numa trajectória positiva”.
Projectos do PIIM

Quanto aos programas do Executivo, o ministro destacou o facto de a maior parte dos projectos inseridos no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) estar já em execução.De um total de 1.749 projectos previstos executar, até Março estavam em execução 1579 projectos.Também foi destacada a evolução do cadastramento do Kwenda, que este ano prevê cadastrar 400 mil famílias e até Março estavam registadas 357 mil famílias, que corresponde a 93 por cento. Desse número, 6 mil estão a beneficiar do programa de transferências monetárias directas.
Classificador de actividades económicas
A Comissão Económica aprovou, também, o Classificador das Actividades Económicas, II Revisão, que define a nomenclatura de actividades económicas com vista a proceder-se à classificação e agrupamento das unidades estatísticas produtoras de bens e serviços segundo a actividade económica.O ministro da Economia e Planeamento esclareceu que a revisão tem ganhos para os objectivos da Estatística, mas também para os objectivos da classificação do registo das actividades económicas (empresas e afins) e para os incentivos que se pretende dar à economia.Vai seguir-se um período de adopção dessa nova classificação e de implementação faseada da transição em relação à classificação das actividades económicas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política