Regiões

Cuanza-Norte: PGR regista 30 casos de fuga à paternidade por mês

Isidoro Natalício | Ndalatando

Jornalista

Um total de 30 casos, entre fuga a paternidade, falta de prestação de alimentos e abandono de lar são registados mensalmente, pela Procuradoria Geral da República (PGR), na província do Cuanza-norte.

16/06/2021  Última atualização 17H37
Ndalatando acolheu palestra sobre fuga à paternidade © Fotografia por: DR

Os dados foram apresentados nesta quinta-feira, em Ndalatando pela procuradora, Trifenia Ribeiro, durante uma palestra que abordou a "Fuga à paternidade, prestação de alimentos e suas consequências.

Na ocasião, a magistrada avançou que os agentes dos órgãos do Ministério do Interior, militares e professores são os principais prevaricadores destas práticas.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões