Sociedade

Crianças ficam 16 anos sem aulas no Cuemba

Matias da Costa | Cuito

Jornalista

Crianças de, pelo menos, 15 aldeias da comuna do Luando, município do Cuemba, em idades para a frequência do ensino primário, estão, há 16 anos, sem aulas, por falta de professores.

20/11/2021  Última atualização 10H05
© Fotografia por: DR
Alberto Movembe, director municipal da Educação daquela circunscrição da província do Bié, sem adiantar o número de crianças nesta condição, explicou que os professores negam-se a trabalhar na região, por causa do isolamento a que ficam votados. 

O director lamentou que a comuna, que dista a 105 quilómetros da sede do município, tem uma população estimada em 11 mil habitantes e continua a enfrentar um enorme défice de quadros nos variados sectores da vida social. 

Alberto Movembe esclareceu que, desde 2002, o Executivo fez esforços para a construção de estruturas escolares, tendo a comuna do Luando beneficiado desses bens sociais. Porém, o isolamento e a falta de atractivos têm afugentado os professores para a sede municipal e outras localidades. 

O director municipal da Educação considerou que o actual quadro na região é preocupante, com grande incidência sobre as crianças e a sua formação académica. "Estamos a comprometer, em consequência disso, o processo de combate ao analfabetismo”, queixou-se. 

O director da Educação no Cuemba exemplificou que professores ingressados no sistema, nos últimos tempos, na comuna do Luando, com base em vários justificativos documentais, apresentaram indisponibilidade para trabalhar naquela parcela do Bié. 

"É um assunto já manifestado à Direcção Provincial da Educação, de onde recebemos garantias de que, no próximo concurso de ingresso de novos agentes, teremos um aumento de vagas para o Cuemba, com realce no ensino primário”, disse. 

Alberto Movembe fez saber que, no presente ano lectivo, o sector da Educação do Cuemba matriculou mais de 19 mil alunos, desde o ensino primário até à 13ª classe, com aulas asseguradas por 656 professores. 

O município conta com 255 salas de aula e vai beneficiar de outros estabelecimentos de ensino, que se encontram em construção no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM). 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade