Cultura

Crianças exortadas a manter contacto com todo tipo de livros

Mário Cohen

Jornalista

A secretária de Estado para a Família e Promoção da Mulher (MASFAMU), Alcina Lopes Kindanda, exortou, sábado, no Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR), em Luanda, as crianças a criarem hábitos de leitura não só de livros infanto-juvenil, mas também de jornais, revistas e outras literaturas para aumentar os seus conhecimentos.

21/11/2022  Última atualização 10H31
Crianças a criarem hábitos de leitura © Fotografia por: Arquivo

Ao discursar no acto de encerramento da II edição da Feira de Literatura Infantil e Entretenimento, uma iniciativa do Governo, Alcina Lopes Kindanda disse que a feira foi realizada alusivo à Convenção sobre os Direitos da Criança, ratificada a 20 de Novembro de 1989.

A governante revelou que as próximas edições da feira serão realizadas a nível nacional, aproveitando a ocasião para desejar aos mais pequenos um feliz dia da Convenção Sobre os Direitos da Criança.

Anicete da Silveira, expositor e mentor do projecto Literatura ao Domicílio, disse que a iniciativa tem como objectivo incentivar o hábito pela leitura, não só nas criança, mais a toda a sociedade.

Explicou que o projecto Leitura ao Domicílio empresta os seus manuais para um período de 30 dias, "levando até ao encontro do cidadão sem nenhum custo adicional”.

A pretensão do projecto, disse, é fazer com que as pessoas que não tenham poder de comprar uma obra literária, lenham sem se preocuparem em comprar o livro do seu interesse.

Segundo expositor, a ideia do projecto é pensar nos angolanos de forma que todos enriquecem o seu intelecto para o desenvolvimento do país, buscando conhecimento para a construção de uma nação sã.

O projecto existe há dois anos e o seu mentor está a transformar a sua residência, no Bairro Estalagem, município de Viana, no Quilómetro 12, numa biblioteca comunitária.

Durante os três dias de feira estiveram expostos, no CEFOJOR, várias obras dedicada a crianças e adultos de autores nacionais e estrangeiro. Dos infantis destacam-se "Os Animais de Duas Gibas”, de Maria Eugénia Neto, "Agostinho Neto à Victória é Certa”, ilustrações de Osvaldo Medina, "A Lenda do Ovo e da Galinha”, de John Bella, "O Regresso do Cambongue”, de Kanguimbu Ananaz, "A Borboleta Violinista”, de David Capelenguela, "A Ave do Senhor Dikaze Amacaca e outros Contos”, de José Benzora, "Escola que Kuia Bwé”, de Áurio Quicunga, e o "Reino do Cão”, de Ernesto Macuando.

Na feira, também, foram expostos os livros "O Regresso do Sapo à Sanzala”, de Kudijimbe, "O Pai Que Não Educou Seu Filho”, Eduardo Panzo, "Era Uma Vez a Terra do Tomate”, Valdemar Sakuesa, "Vissolela”, de Basílio Chindombe, "O Reino Kiazanga”, de N’sálu Jonata, e "Julito e o Amor de Mãe”, de Elsa Barber Dias dos Santos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura