Sociedade

Crentes presbiterianos reafirmam compromisso

Weza Pascoal

Jornalista

O presidente da Igreja Presbiteriana de Angola (IPA) garantiu, domingo, em Luanda, que a denominação religiosa vai continuar a trabalhar em colaboração com o Governo, para resolver os principais problemas que afectam as comunidades.

10/06/2024  Última atualização 09H22
Fiéis reuniram-se, em Luanda, pelo 40º aniversário © Fotografia por: Paulo Mulaza | Edições Novembro

António Mussaqui referiu, durante a celebração do 40º aniversário da IPA, realizado sob o lema "40 anos ao serviço do santo evangelho e das comunidades angolanas”, que a igreja pretende intensificar as acções de solidariedade, sobretudo, com as populações mais vulneráveis.

Actualmente, explicou, a igreja tem um projecto de formação de quadros na área de Teologia e dos níveis de ensino primário, de modo a permitir que os cidadãos sejam formados e contribuam mais para o desenvolvimento do país.

 
Projectos

António Mussaqui informou que a Igreja Presbiteriana de Angola está a trabalhar na criação das condições necessárias para que as escolas de teologia já existentes ofereçam formação de nível superior. "Um projecto cujas estratégias estão a ser traçadas e que pode contribuir para a formação de muitos jovens”, disse.

Actualmente, continuou, uma das acções de maior realce, feitas pela Igreja Presbiteriana de Angola, é a construção de uma farmácia na cidade de Ondjiva, no Cunene, que permite a distribuição gratuita de medicamentos para todas as pessoas sem condições financeiras para comprar fármacos nas unidades privadas.

"Qualquer um pode ter acesso aos medicamentos nesta farmácia, desde que apresentem uma prescrição médica. Estamos a trabalhar para que este projecto chegue a outras localidades onde haja necessidade gritante”, disse.

Fundada aos 9 de Junho de 1984 e reconhecida pelo Decreto Presidencial 226/22 de 6 de Junho, a Igreja Presbiteriana de Angola (IPA) é evangélica e cristã, da linha Teológica e Doutrinária Reformada, com representação em 14 das 18 províncias.

 
Apoio

O secretário-geral do Conselho das Igrejas Cristãs de Angola (CICA), Vladimir Agostinho, encorajou os responsáveis da igreja a continuarem a desenvolver trabalhos de evangelização e de educação nas comunidades. "É uma honra fazer parte das celebrações dos 40 anos de existência da igreja ao serviço do evangelho e dos angolanos”.

Para Vladimir Agostinho, a IPA é uma igreja forte, com uma visão bem definida, que precisa continuar com a mesma força para que as gerações vindouras se orgulhem dos feitos desta geração. Participaram do Culto de celebração dos 40 anos da IPA, pastores provenientes do Brasil, África do Sul e representantes das 14 províncias.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade