Política

CPLP: Angola defende partilha de experiências na produção alimentar

Xavier António

Jornalista

O ministro da Agricultura e Pescas, Francisco de Assis, defendeu, esta quinta-feira (15), em Luanda, que os países da CPLP com mais experiências no domínio alimentar possam partilhar com outros membros, para que estes alcancem níveis melhores.

15/07/2021  Última atualização 19H47
© Fotografia por: DR

O ministro citou as experiências de países como Brasil e Portugal que detém conhecimentos, tecnologias e capital humano que podem auxiliar todos os restantes membros a atingirem melhores resultados na produção alimentar. 

Francisco de Assis que falava no final da III reunião ordinária do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (COSAN) da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), referiu, também, que a mobilidade na CPLP com regras é um factor crucial para os a troca de experiências e colaboração a nível do sector empresarial, instituições de ensino e académicas.

"A mobilidade é um elemento fundamental em toda esta dinâmica de cooperação, económica e de progresso que se pretende para os nossos Estados", enfatizou o ministro.

O ministro da Agricultura e Pescas defendeu o reforço das parcerias com FAO e o FIDA para maiores oportunidades de apoio técnico e financiamento das acções previstas no plano indicativo de actividades e da estratégia de segurança alimentar da CPLP.

A III reunião ordinária do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional (COSAN) da Comunidade dos Países da Língua Portuguesa (CPLP), contou com intervenções do ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural de São Tomé e Príncipe, Francisco Ramos, do vice-ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural de Moçambique, Olegário Banze, entre outras individualidades convidadas.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política