Sociedade

Covid-19: Moto-taxistas no Zaire condenados por desobediência

Nove cidadãos, na sua maioria jovens, foram recentemente julgados e condenados sumariamente no município do Soyo, província do Zaire, por crime de desobediência ao Decreto Presidencial sobre a Situação de Calamidade Pública, em vigor desde 26 de Maio até 9 de Junho, soube o Jornal de Angola de fonte da Polícia Nacional.

30/05/2020  Última atualização 07H10
DR

De acordo com a fonte afecta ao Comando Provincial da Polícia Nacional no Zaire, a detenção dos jovens ocorreu quando mais de 90 moto-taxistas pretendiam obter esclarecimentos sobre a suspensão da sua actividade. As penas dos jovens não foram reveladas, mas a fonte indicou que decorrem diligências para a detenção das demais pessoas envolvidas nos actos de desordem pública.

“Os jovens moto-taxistas tentaram tirar satisfações junto da Polícia Nacional sobre as razões de não terem sido, até ao momento, autorizados a retomar a actividade. Insatisfeitos com os esclarecimentos, contrários às suas expectativas, os jovens decidiram perpetrar uma desordem pública na vila do Soyo e em alguns bairros adjacentes”, referiu a fonte.

A fonte policial acrescentou que a reacção das forças conjuntas (Polícia Nacional e Serviço de Investigação Criminal) resultou, igualmente, na apreensão de 92 motorizadas, abandonadas na via pública pelos jovens, muitos dos quais se encontram foragidos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade