Sociedade

Covid-19: Matala cria condições para a prevenção da doença

Mais de seis mil máscaras descartáveis e 40 caixas de luvas cirúrgicas foram entregues às autoridades do município da Matala, província da Huíla, para distribuir à população mais vulnerável, no âmbito da prevenção da Covid-19, disse, ontem, o administrador municipal.

05/06/2020  Última atualização 10H42
Arão Martins| Edições Novembro

Miguel Vicente, que falava no encontro com a Comissão Técnica Provincial de Resposta à Pandemia da Covid-19, coordenada pelo governador da Huíla, Luís Nunes, acrescentou que foram ainda adquiridos 30 factos de biossegurança, incluindo botas e óculos, papel higiénico, guardanapo de papel e sacos plásticos, 520 litros de álcool em gel e nove caixas de álcool etílico, 50 caixas de sabão azul, 23 caixas de lixívia, 100 bacias plásticas e 100 baldes plásticos. "Adquirimos também seis pulverizadores e igual número de pares de luvas látex e máquinas de lavar a roupa", referiu.

O administrador municipal explicou que foi igualmente feita a aquisição de material de apoio, consubstanciado em 20 lençóis hospitalares simples e 40 mantas, dois geradores de 7,5 kVAs, quatro tendas, seis camas hospitalares e igual número de colchões e medicamentos diversos.
Sublinhou que foram montadas novas electrobombas na captação de água e no bairro Cahululu. Adquiriu-se ainda um tanque de mil litros e mangueira para o posto de controlo da pandemia, situado junto a ponte do rio Cunene.

No mesmo âmbito, referiu, comprou-se 15 termómetros laser, 110 baldes de hipoclorito de cálcio de 25 quilogramas e cinco sacos de 50 kg de sulfato de amónio. Foram ainda adquiridas 30 toneladas de arroz, farinha de milho, 50 caixas de óleo alimentar, 30 sacos de sal de cozinha, duas toneladas de farinha de trigo, 25 sacos de feijão e igual número de caixas de peixe seco.

Fez saber que a subcomissão técnica de logística do Governo Provincial da Huíla, na primeira fase do período de emergência, colocou a disposição 100 sacos de plásticos, igual número de batas descartáveis, máscaras, um televisor plasma, quatro pares de botas e seis pulverizadores.
Miguel Vicente informou que a Administração Municipal da Matala contou ainda com o apoio de pessoas singulares, empresas e órgãos locais que permitiram distribuir kits de produtos da cesta básica, que beneficiaram mais de sete mil pessoas carenciadas.

O responsável garantiu que a Administração Municipal da Matala tudo tem feito para minimizar o possível contágio no seio da comunidade. Destacou a criação de grupos de militantes para juntos às administrações comunais, trabalharem na mobilização da população, sobre as medidas a observar para prevenir à pandemia.

Informou que foi criada uma comissão multissectorial e estão preparadas duas localidades, uma para a quarentena institucional e outra para tratamento de casos que eventualmente possam surgir.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade