Sociedade

Covid-19: Mais material de biossegurança

Duas toneladas de material de biossegurança foram entregue, ontem, em Luanda, à Comissão Multissectorial, pelas autoridades chinesas, para fazer face ao combate à pandemia Covid-19.

26/04/2020  Última atualização 19H01
DR

De acordo com o secretário de Estado para a Saúde Pública, os meios surgem numa boa altura, em que o país procura travar a propagação da doença. Até ao momento, a Covid-19 já registou 25 casos positivos, entre os quais dois mortos e seis recuperados. Estão em processamento 434 amostras, detalhou.
Franco Mufinda, que falava, ontem, na habitual conferência de imprensa para actualização de dados, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, em Luanda, destacou que continuam as acções de formação. No Cuanza-Sul, informou, fez-se o treinamento dos profissionais de saúde em biossegurança, vigilância epidemiológica e laboratorial, além de terem sido realizadas actividades de sensibilização no que toca à Covid-19.
Na província do Bengo, acrescentou, foi realizado um trabalho de desinfecção no mercado do Panguila e, na Huíla, fez-se a colheita de duas amostras de casos suspeitos, que já foram encaminhadas ao laboratório.
O secretário de Estado informou que, nas últimas 24 horas, na província do Cuando Cubango, foi registada uma alta. Lembrou que, neste momento, as autoridades sanitárias têm sob controlo, em quarentena institucional, 737 cidadãos. O Centro Integrado de Segurança Publica (CISP) registou 46 chamadas, das quais duas alertas.
O governante referiu que, desde a colheita da primeira amostra, o laboratório do Instituto Nacional de Investigação e Saúde conseguiu ter um corte de 2.196 amostras colhidas. Deste número, 25 tiveram como desfecho positivo e 1.737 negativos.
Apesar dos esforços, prosseguiu, o número de amostras subiu, com a realização de colheitas do Condomínio Infinity, em Talatona, em Luanda, num grupo em que se incluem membros da tripulação da companhia TAAG, que trouxeram os cidadãos dos últimos voos.
Em relação aos casos suspeitos e seguidos, a comissão acompanhou 394 pessoas, tendo chegado a 938 contactos directos ou ocasionais.
Na quinta-feira, estavam em processamento 91 amostras, cujos resultados foram negativos.

Novo período já vigora

Começou a vigorar hoje a segunda prorrogação do Estado de Emergência, como medida para controlar a propagação do novo coronavírus no país, que tem um registo de 25 casos positivos, dos quais dois mortos e seis recuperados. Para este terceiro período de 15 dias, foram aliviadas algumas medidas para a retoma da actividade económica. Nas províncias (excepto Luanda), as pessoas podem circular de uma para outra. Já na capital do país, o epicentro da pandemia em Angola, mantém-se a cerca sanitária.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade