Sociedade

Covid-19: Grupo de 45 pessoas está detido no Zaire

Um grupo de 45 pessoas foi detido quando tentava violar a fronteira terrestre, através dos postos fronteiriços do Luvo (Mbanza Kongo), Mpozo (Nóqui) e Ntoyo (Kuimba), respectivamente, disse ontem, o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional no Zaire, inspector-chefe Luís Bernardo.

09/04/2020  Última atualização 13H02
DR

Deste número de pessoas, acrescentou, há um cidadão nacional, de 56 anos, natural do Bembe, província do Uíge, que regressou recentemente de países de alto risco. O inspector-chefe Luís Bernardo explicou que o cidadão em causa foi detido preventivamente, pelo facto de ter violado a fronteira, depois de ter passado pela Turquia, Bélgica Polónia e República Democrática do Congo (RDC).
“O indivíduo foi de imediato detido, com vista a determinar o seu estado de saúde no âmbito da prevenção da Covid-19”, disse, acrescentando que foi igualmente detido, no município do Soyo, um cidadão nacional, por crime de contrabando de combustível.
“O cidadão pretendia evacuar 35 mil litros de gasóleo para à RDC, através do canal fluvial do Kimbumba, município do Soyo”, disse.

Viaturas e motorizadas

A Polícia Nacional apreendeu, segunda-feira, 236 motorizadas na província do Zaire, por incumprimento do Estado de Emergência, revelou o porta-voz do Comando Provincial. O inspector-chefe Luís Bernardo acrescentou que foram igualmente apreendidas nove viaturas pela mesma infracção, que culminou com a detenção de cinco cidadãos por desobediência e encaminhados ao Serviço de Investigação Criminal (SIC). As apreensões ocorreram em vários municípios da província, com destaque para Mbanza Kongo com 188 motociclos e cinco viaturas, seguido por Tomboco com 19 motorizadas, Nzeto com 14, Nóqui com dez, o Soyo com cinco motorizadas e quatro viaturas, respectivamente.
Meios de apoio
Diversos meios, entre pulverizadores, moto-cisternas, camas e respectivos colchões, foram distribuídos nos seis municípios da província do Zaire, no âmbito do Plano de Contingência de Combate à Pandemia da Covid-19.
O cordenador da Comissão Multissectorial, Pedro Makita, explicou que a distribuição dos meios tem como objectivo garantir as condições necessárias para fazer face a possíveis casos da Covid-19 nos seis municípios, nomeadamente Mbanza Kongo, Soyo, Nzeto, Tomboco, Nóqui e Cuimba.
“Em função dos 90 milhões de kwanzas disponibilizados pelo Executivo, adquirimos 100 camas, igual número de colchões, 23 pulverizadores, 31 moto-cisternas, para a distribuição de água às populações mais carenciadas, que beneficiam também da cesta básica”, disse.

“300km a Norte”
Membros de um grupo de motociclistas, denominado “300km a Norte”, estão a distribuir luvas e máscaras às populações da cidade do Soyo, no âmbito das medidas de prevenção contra o Covid-19. Os jovens desdobram-se pelas ruas da vila petrolífera e bairros perifericos para, não apenas distribuir os referidos materiais de protecção individual,mas também consciencializar as pessoas sobre a importância do confinamento domiciliar para a preveção e combate do Covid-19. O grupo visitou o Comando Municipal da Polícia Nacional e o Hospital Municipal do Soyo, onde ofereceram também materiais de biossegurança.
No hospital Municipal do Soyo, receberam informacões sobre as condições criadas para o atendimento de possíveis casos positivos da Covid-19.
O presidente dos “300 km a Norte”, Zé Vilhena, adiantou à imprensa que vão continuar com ações do género durante o período do Estado de Emergência no país, no sentido de permitir que mais pessoas, sobretudo as mais carenciadas, tenham acesso aos materiais de prevenção.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade