Sociedade

Covid-19: Encarregados de educação ajudam na criação das condições de biossegurança

Encarregados de educação no município do Muconda, província da Lunda-Sul, estão a colaborar com a Administração local na criação de medidas de biossegurança nas escolas, para permitir a higienização das mãos dos alunos e professores, face à pandemia da Covid-19.

11/10/2020  Última atualização 17H31
DR

Em declarações, sexta-feira, à Angop, o administrador adjunto para a área Técnica e Infra-Estruturas do Muconda, Martinho André, fez saber que este apoio consubstancia-se na construção de lavatórios no interior e exterior das escolas, colocando-se ao dispor da comunidade estudantil um número considerável de pontos de lavagem das mãos.

Sublinhou que a administração adquiriu 47 baldes grandes e termómetros para a medição da temperatura e higienização das mãos nas escolas.

Foram ainda adquiridos produtos de higiene para serem distribuídos em 36 escolas, assegurados por 387 docentes mobilizados para o arranque das aulas.

Por seu turno, o administrador municipal de Cacolo, Adérito Cahanga, destacou que a participação de alunos e professores neste quinto dia de aulas satisfaz às necessidades das autoridades.

Assegura que, em parceria com os encarregados de educação e técnicos da Educação, serão desenvolvidas campanhas de sensibilização contra a Covid-19 nos bairros, escolas, igrejas e nos locais de maior concentração populacional.

Apelou aos pais e encarregados de educação a orientarem os filhos a comparecerem nas escolas.

Por seu turno, um grupo de jovens afectos à Associação Samanhonga distribuiu nas localidades do Tamba I e II, arredores da cidade de Saurimo, máscaras faciais, sabão azul, lixívia, álcool em gel e vários detergentes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade