Mundo

Covid-19: China autoriza uso de emergência da vacina Sinovac em menores

A China autorizou o uso de emergência da CoronaVac, a vacina contra a covid-19 da farmacêutica Sinovac, em pessoas com idades entre 3 e 17 anos, anunciou o presidente da empresa, de acordo com a imprensa local.

05/06/2021  Última atualização 15H25
© Fotografia por: DR
Na sexta-feira à noite, o presidente da Sinovac, Yin Weidong, revelou aos meios de comunicação locais que as autoridades competentes aprovaram a utilização de emergência da vacina na China em crianças, mas disse que "ainda não tinham decidido quando e a partir de que idade será utilizada”.

A Sinovac terminou as fases I e II dos ensaios clínicos, com centenas de voluntários daquele grupo etário, que revelaram que "a vacina é tão segura e eficiente como para os adultos", disse Yin à cadeia estatal CCTV.
No dia 01 de Junho, a Organização Mundial de Saúde (OMS) aprovou a utilização de emergência da vacina Sinovac, a segunda vacina de fabrico chinês a obter luz verde após a desenvolvida pela Sinopharm ter sido autorizada no início de maio.
A vacina Sinovac-CoronaVac "cumpre as normas internacionais de segurança, eficácia e fabrico", indicou a OMS num comunicado, observando que os seus conselheiros técnicos visitaram as instalações do laboratório de Pequim antes de emitirem a sua decisão.
Sinopharm e Sinovac são as primeiras vacinas contra a covid-19 a receberem autorização da OMS sem uma decisão semelhante da Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ou da autoridade norte-americana do medicamento, FDA (Food and Drug Administration).
Estudos indicam que a vacina Sinovac é apenas 51% eficaz na redução de casos sintomáticos de covid-19, embora a percentagem aumente para 100% para os casos graves e os que requeiram hospitalização.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo