Sociedade

Coronavírus: Huambo reforçado com 20 toneladas

Manuel Rui

Escritor

Um total de 20 toneladas de material de biossegurança chegaou, ontem, à província do Huambo, para o reforço dos serviços de saúde, no âmbito das medidas de prevenção e combate ao novo coronavírus.

06/06/2020  Última atualização 14H33
Armando joaquim| Edições Novembro © Fotografia por: Director do Gabinete Provincial da Saúde, Lucas Nhamba


O director do Gabinete Provincial da Saúde avançou que do material recebido constam equipamentos de protecção individual e colectiva, como fatos, luvas, máscaras e óculos, termómetros infra-vermelhos e sacos para cadáveres.

Lucas Nhamba acrescentou que, por enquanto, o stock é suficiente para as necessidades da província, que regista relativa estabilidade em termos epidemiológicos, numa altura em que não existe nenhum caso da Covid-19.

O director do Gabinete Provincial da Saúde explicou que o Huambo tem, neste momento, 56 indivíduos em quarentena domiciliar e outros cinco em quarentena institucional. Os indivíduos sob vigilância epidemiológica são todos cidadãos nacionais que, por alguma razão, deslocaram-se à província do Huambo ou violaram a cerca sanitária.

“Estamos a tratar desses cidadãos do ponto de vista sanitário e jurídico, tendo em conta a proibição legal das pessoas saírem de Luanda em situações que não se justifiquem”, disse.

Além do material de biossegurança, a província do Huambo recebeu também um kit de vacinação, contendo vacinas contra o sarampo, BCG, poliomielite, pentavalente, febre-amarela, rotavírus, hepatite B, tétano e material de Sida. “Estamos, agora, a assistir um surto de sarampo. As vacinas chegam num momento certo, já que algumas unidades sanitárias estavam sem vacinas”, disse Lucas Nhamba.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade