Mundo

Coreia do Sul pede para Pyongyang abandonar arsenal nuclear

O novo presidente da Coreia do Sul, Yoon Suk-yeol, tomou posse nesta terça-feira (10). No discurso, o novo chefe de Estado pediu para a Coreia do Norte abandonar o arsenal nuclear em troca de uma ajuda económica em larga escala.

10/05/2022  Última atualização 22H12
© Fotografia por: DR

As relações entre os dois vizinhos atravessam um período de fortes tensões. O novo presidente realizou, na noite desta terça-feira, uma primeira reunião com os mais altos dirigentes do Estado-Maior do país, num bunker subterrâneo na sede da presidência.  

No discurso inaugural na Assembleia Nacional de Seul, Yoon pediu à Coreia do Norte que renuncie a todo o arsenal nuclear, que descreveu como uma ameaça para a segurança global.

Se Pyongyang "entrar genuinamente num processo para a desnuclearização completa”, o novo presidente sul-coreano afirmou que está disposto a apresentar "um plano audacioso” para ajudar a empobrecida economia da Coreia do Norte e melhorar o nível de vida da população.

Yoon, um conservador de 61 anos, chega ao poder ao mesmo tempo em que a Coreia do Norte realiza uma série recorde de 15 exercícios militares, que começaram em Janeiro. Seul e Washington suspeitam que Pyongyang quer retomar testes nucleares.  

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo