Mundo

Coreia do Norte confirma teste de míssil hipersónico

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, supervisionou pessoalmente o lançamento de um míssil hipersónico, informou, quarta-feira (12), a agência oficial de notícias norte-coreana KCNA.

13/01/2022  Última atualização 06H40
© Fotografia por: DR
Depois do teste, Kim estimulou o país a "acelerar os esforços para reforçar, progressivamente, o seu arsenal estratégico-militar, tanto em qualidade, quanto na quantidade, e a prosseguir com a modernização do Exército”, reportou a KCNA.
Este foi o segundo lançamento do tipo feito pelo país dotado de armas nucleares em menos de uma semana.

O míssil, que levava uma "ogiva hipersónica deslizante atingiu um alvo, com precisão, a 1.000 quilómetros”, reportou a agência KCNA, acrescentando que este teste "confirmou ainda mais a excelente capacidade de manobra da unidade de combate hipersónico”.

Fotos divulgadas no site do "Rodong Sinmun”, jornal oficial do Partido dos Trabalhadores no poder, mostram o disparo do míssil na madrugada sob o olhar do dirigente norte-coreano, cercado de homens vestindo uniformes militares.”A capacidade de manobra superior do veículo de deslizamento hipersónico foi ainda mais fortemente testada no último lançamento de teste”, relatou a KCNA.
Outras imagens no "Rodong Sinmun” mostram o míssil disparado no solo ao amanhecer, envolto em chamas e fumaça, enquanto Kim discutia com oficiais militares.

Trata-se do terceiro teste relatado de um míssil hipersónico pela Coreia do Norte, após um efectuado em Setembro de 2021, e outro, na semana passada.

A defesa sul-coreana considerou que este disparo atingiu uma velocidade hipersónica e que mostra claramente o "avanço” em relação ao da semana passada.

Os mísseis hipersónicos voam à velocidade Mach 5 (cinco vezes a velocidade do som) e até superior a isso e podem mudar de rumo em pleno voo, dificultando a sua detecção e interceptação.

O míssil voou 700 quilómetros a uma altitude de 60 quilómetros à velocidade Mach 10 (dez vezes a velocidade do som), informou o Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.

Rússia, Estados Unidos e China disseram que já testaram com sucesso ogivas hipersónicas, e a Rússia é considerada líder mundial desta tecnologia.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo