Sociedade

Cooperativas em Cacuaco recebem inputs agrícolas

Augusto Panzo

Vinte cooperativas, situadas na zona da Caop/Prédio, na comuna da Funda, município de Cacuaco, em Luanda, receberam, segunda-feira, diversos inputs agrícolas, numa cerimónia orientada pelo administrador municipal adjunto para o Sector Económico e Financeiro, Délcio Ribeiro Pedro.

20/01/2022  Última atualização 06H55
© Fotografia por: DR
No acto, o governante fez a entrega de sementes de milho, feijão, soja e massambala e pediu aos responsáveis das cooperativas beneficiadas a incentivarem os seus membros no sentido de aumentarem a produção.

Délcio Ribeiro Pedro defendeu a necessidade de o Estado continuar a proteger as terras aráveis da Funda, de maneira que sejam utilizadas para o efeito a que estão destinadas.
"O Estado tem aqui um papel importante a desempenhar, que é a defesa das terras aráveis da Funda contra possíveis invasores, pois elas constituem reservas para o fomento da agricultura nesta zona, tida como uma das principais da cintura verde da capital”, esclareceu.

Por sua vez, o director municipal da Agricultura e Pescas, José de Castro, disse que o acto constitui o prenúncio do leque de actividades de apoio que o Executivo gizou para este ano em relação aos camponeses.

"Com essa entrega de sementes, queremos que os camponeses aumentem a produção e a produtividade. Prometemos mais apoios, porque, a nível do sector, temos uma boa cabimentação para este ano, que, acredito, será muito melhor em relação ao ano passado”, disse o director municipal da Agricultura e Pescas.

José de Castro prometeu, igualmente, para este ano, o desassoreamento das valas de drenagem existentes nas áreas de cultivo, para minimizar os constrangimentos que os camponeses enfrentam em épocas de chuva, devido às inundações das áreas agricultáveis.

Destacou o trabalho de melhoria das vias de acesso às áreas agrícolas para facilitar o acesso das pessoas e meios aos campos, bem como o escoamento dos produtos das cooperativas para os grandes mercados.

Em relação à  possíveis desvios desses produtos para outros fins, o director municipal da Agricultura e Pescas descartou essa possibilidade, acreditando na idoneidade dos presidentes das cooperativas, pois, referiu, as sementes distribuídas estão certificadas e são exclusivamente para sementeira e não para o consumo.

Enquanto isso, Pinto Lumbue Chala, presidente da Cooperativa Agro-Pecuária e Pesca Yeyetu, regozijou-se com o gesto da Administração Municipal, considerando que tem sido sempre um parceiro incansável neste tipo de acções.

Pinto Lumbue Chala disse que a Cooperativa Agro-Pecuária e Pesca Yeyetu dispõe de 85 hectares de área de produção, mas lamentou o facto de, em tempo de chuva, a zona ficar toda inundada, o que impede a produção.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade