Regiões

Consumo de droga aumenta na periferia

Tatiana Marta | Huambo

O administrador municipal do Huambo pediu, ontem, maior engajamento das autoridades tradicionais e organizações cívicas, nas acções de sensibilização que visam combater o consumo de drogas nas zonas rurais e periurbanas, facto que tem ganhado espaço no seio da juventude.

12/07/2021  Última atualização 07H55
© Fotografia por: DR
Fernando Vicente, que falava durante uma palestra dirigida às autoridades tradicionais, sublinhou que o combate contra o consumo de estupefacientes no seio dos jovens "deve ser um trabalho de toda a sociedade por estar a aumentar os índices de delinquência juvenil”.


"Temos de combater”, prosseguiu o responsável, "com a ajuda de toda a sociedade, a onda de consumo de drogas que está a ganhar espaço na província do Huambo, pois, trata-se de um mal que tem desestruturado muitas famílias”.  


O encaminhamento dos jovens para os centros de aconselhamentos, disse Fernando Vicente, deve ser uma das medidas a ser seguida pelas famílias que têm no seu seio pessoas viciadas em drogas.
Na óptica do secretário provincial executivo da Associação Nacional de Luta Contras as drogas, Adélio Matias,” é importante munir as autoridades tradicionais com informações sobre as consequências do consumo de álcool e de drogas para que elas estejam mais sensíveis a esta problemática”.


Segundo o Instituto Nacional de Luta Contra as Drogas (INALUD), em 10 pessoas, em zonas rurais na cidade do Huambo, sete consomem bebidas alcoólicas e outras drogas em demasia.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões