Regiões

Consolada família da menor morta

Weza Pascoal | Menongue

Jornalista

O governador provincial do Cuando Cubango, José Martins, deslocou-se, segunda-feira, ao bairro São Paulo, a seis quilómetros do centro da cidade de Menongue, para manifestar sentimentos de pesar à família da menor de quatro anos que perdeu a vida, na sequência do desabamento de uma casa de adobe.

09/03/2022  Última atualização 07H45
© Fotografia por: DR

No local, o governador, visivelmente consternado, além da urna, entregou bens alimentares, como arroz, açúcar, fuba, feijão, massa e óleo.

A directora da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Aida Manuel, explicou que a menor Bela Ngueve Kabinda morreu quando uma parede dos escombros de uma casa, situada no quintal da família, caiu por cima dela, na sequência das constantes chuvas, que, todos os dias, se abatem sobre Menongue.

Fez saber que, sempre que aparecem situações do género, o Governo, através da Comissão Provincial de Protecção Civil e Bombeiros, presta apoio, garantindo as condições mínimas para a realização dos funerais e entrega de bens alimentares, roupa e outros bens para minimizar o sofrimento da família sinistrada.

Rafael Kabinda, soba do bairro São Paulo e pai da menor, explicou que tudo aconteceu muito rápido. "Mal terminou a chuva, a menina correu atrás dos escombros para fazer necessidades maiores e foi exactamente neste momento que se ouviu o barulho da parede que ruiu. Quando lá chegámos encontramos a menina debaixo dos adobes e pedras".

O porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Albano Jamba, fez saber que, desde Janeiro, o município de Menongue registou cinco casos de desabamento de residências, que resultaram no ferimento grave de quatro crianças, que se encontram a recuperar satisfatoriamente.

Acrescentou que, na província do Cuando Cubango, mais de 550 residências foram afectadas pelas chuvas, acompanhadas de raios, deixando ao relento mais de 600 pessoas.

Os municípios de Menongue, Cuito Cuanavale, Mavinga, Calai, Dirico e Cuangar são os mais afectados pelas chuvas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões