Cultura

Conexão Português e Jazz

O Festival da CPLP associou-se ao Dia Internacional do Jazz, assinalado a 30 de Abril, em parceira com a American Schools of Angola, Escritório da UNESCO em Angola e o Comité Nacional de Gestão da Bienal de Luanda.

08/05/2022  Última atualização 12H35
© Fotografia por: DR
Para o efeito foi, montada uma formação com instrumentistas de países membros da CPLP residentes em Portugal, coordenados pelo percussionista Mick Trovoada, resultando então na Banda CPLP Resiliart.

Danai Estrela, cabo-verdiana, na voz e na guitarra, explorou ritmos como a Morna e o Batuque na formação naqual os  seus conterrâneos Henrique, na guitarra, e Lúcio Vieira, no baixo, executavam os elementos do Jazz e os estilos de outras paragens. O guitarrista e vocalista Tonecas dos Prazeres deixou no ar a musicalidade de São Tomé e Príncipe. Isabel Novella, moçambicana, encantou com a sua voz ao adicionar ao Jazz elementos sonoros do Índico como a Marrabenta. Na formação ainda constavam o brasileiro Aluísio Gomes na bateria, os portugueses João Mouro na viola e Cláudio Silva nos sopros, além do angolano Mick Trovoada. Os artistas provenientes do exterior foram levados a visitar o Museu da Escravatura e a Praça do Artesanato, preenchendo assim a vertente turística da sua estadia em Luanda.

A americana Janetza Miranda foi outra artista presente no Dia Internacional do Jazz e foi ao som do sucesso internacional "Stay by me”, que abriu o concerto, em que teve o suporte da Banda CPLP. A prata da casa esteve presente nas vozes de Esperança Mirakiza, que actuou acompanhada pelo guitarrista Mário Gomes. Anabela Aya cantou um reportório composto por temas autorais e standards.  O fecho consistiu num medley com todos os participantes em palco. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura