Sociedade

Concluídas tarefas com vista à realização do Censo

Pedro Bica| Jornalista

O porta-voz da Comissão Interministerial para o Censo Geral da População e Habitação, Hernani Luís, assegurou sexta-feira, em Luanda, estarem concluídas todas as tarefas inerentes à realização do recenseamento, que arranca no dia 19 de Julho.

15/06/2024  Última atualização 09H28
Francisco Furtado orientou reunião da Comissão para o Censo © Fotografia por: João Gomes | Edições Novembro

Hernani Luís, que deu a informação à imprensa, após uma reunião de trabalho da Comissão, orientada pelo coordenador, o ministro de Estado e chefe da Casa Militar do Presidente da República, Francisco Pereira Furtado, anunciou, para o dia 28 do mês em curso, a divulgação dos nomes das 79 mil pessoas selecionadas para trabalharem como agentes recenseadores.

O encontro de ontem, realizado a faltarem 35 dias para a realização do Censo Geral da População e Habitação, serviu, segundo Hernani Luís, para passar em revista as tarefas inerentes ao processo, tendo-se concluído que as mesmas foram cumpridas.

O porta-voz da Comissão anunciou, para a próxima semana, o arranque, na província de Benguela, de um processo formativo para 180 técnicos informáticos que vão dar todo o suporte técnico a nível da região. Segue-se, posteriormente, a província da Huíla, onde devem participar 320 técnicos.

O grosso de técnicos informáticos, num total de 1.750 e que vão trabalhar a nível nacional, começam a ser formados no início do próximo mês. São eles que vão prestar apoio aos recenseadores, por meio de aplicativos digitais.

Hernani Luís disse estar, igualmente, garantido o apoio institucional dos vários departamentos ministeriais, nomeadamente de todos quantos devem estar por dentro do processo de mobilidade dos recenseadores, agentes cívicos e igrejas.   

O Censo Geral da População e Habitação 2024 arranca no dia 19 de Julho e vai decorrer sob o lema "Juntos contamos para Angola”.

O primeiro Censo Geral da População e Habitação realizado em Angola no período pós-independência aconteceu há dez anos. Na altura, ficou-se a saber que o país tinha mais de 25 milhões de habitantes, dos quais perto de sete milhões em Luanda.

O Censo de 2014 mostrou, igualmente, que a maioria da população angolana era composta por mulheres (13,2 milhões), enquanto os homens eram 12,4 milhões. Estes dados permitiram, entre outras acções, melhorar a organização das Eleições Gerais de 2017.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade