Sociedade

Comunidade eritreia solidária com famílias carenciadas

Bens alimentares e produtos de higiene, orçados em quatro milhões de kwanzas, foram doados à Administração Municipal do Chitato, na Lunda-Norte, pela comunidade eritreia, para acudir as pessoas mais carenciadas, neste período do Estado de Emergência.

12/04/2020  Última atualização 15H27
Isidoro Samutula | Edições Novembro © Fotografia por: Os bens doados vão minimizar as dificuldades das famílias

O responsável da comunidade Eritreia, Tekie Tekietston, disse que é um gesto de solidariedade para com as famílias mais carenciadas, neste momento difícil que o país e o mundo enfrentam.
Sublinhou que a situação do Covid-19 preocupa a todos, por isso, todo o apoio é fundamental de modo a garantir a prevenção da Pandemia. Tekie Tekietston reconheceu que a situação tem tido uma influência negativa no negócio, tendo pedido união para prevenção e combate da doença.
Exortou os outros empresários no sentido de abraçarem a causa para que nada falte as populações carenciadas.
O gerente da empresa Bobo Internacional, Habudulai Sulemani, disse ser tarefa de todos o cumprimento das medidas de prevenção e combate da Covid-19. “Se todas as forças vivas da sociedade contribuírem, será possível combater a pandemia e salvar vidas”, disse.
O administrador municipal do Chitato, Gastão Cahata, enalteceu a iniciativa da comunidade Eritreia e da empresa Bobo internacional, numa altura em muitas famílias vivem dificuldades, devido à Covid-19. Garantiu que a Administração Municipal vai fazer chegar os bens alimentares e os produtos de higiene às populações carenciadas de todo o município.
Gastão Cahata disse que será traçado um plano de distribuição às famílias carenciadas, sobretudo, de bairros rurais, como Culipitxia, Muapulo, Txamba e Mandandji, que apresentam um nível de dificuldade muito elevado. Os outros bairros, que vivem os mesmos problemas, acrescentou, também serão contemplados, a medida que receberem mais apoios.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade