Sociedade

Colisão entre viaturas mata catorze pessoas

Miguel Ângelo | Huambo

Jornalista

A governadora da província do Huambo manifestou-se, segunda-feira (17), consternada com a morte de 14 pessoas, ocorrida domingo, por voltas das 12h30, na comuna do Ussoque, município do Londuimbali, na sequência de um acidente de viação, que envolveu duas viaturas (Toyota Hiace e Kia Rio), que colidiram.

18/01/2022  Última atualização 09H57
© Fotografia por: DR
Lotti Nolika escreveu, na mensagem de condolências enviada às famílias enlutadas, que "não há palavras para expressar a dor que sentimos ao perder alguém que amamos” , razão pela qual "in-clino-me perante a memória dos malogrados”.
O infausto acontecimento, acentuou a governadora, é mais um motivo para apelar à reflexão de todos os automobilistas, no sentido de primarem, sempre que estiverem ao volante, por uma "condução segura e responsável”.

Identificação dos cadáveres

Um total de oito cadáveres, das 14 vítimas do acidente, que ficaram completamente irreconhecíveis, devido à carbonização, foi reconhecido pelos familiares, que se deslocaram, ontem, ao Hospital Municipal do Cambioté, na cidade do Huambo.

 Os passageiros que tiveram os corpos carbonizados, que na sua maioria residiam em Benguela, seguiam na viatura Toyota Hiace. Entre as vítimas, duas eram residentes no Huambo.

O administrador municipal do Huambo, Fernando Vicente, avançou que as autoridades locais criaram as condições mínimas de apoio, alimentação e acomodação, para os familiares das vítimas provenientes de Benguela, para o processo de identificação dos corpos no Hospital Municipal do Cambioté.

"É uma situação que nos deixa, extremamente, abalados, pelo que não nos resta outra opção senão solidarizar-se com as famílias enlutadas e transmitir os nossos sinceros sentimentos de pesar”, frisou, apontando que, por orientação da governadora do Huambo, está-se a trabalhar nos documentos de transladação dos corpos, o mais urgente possível, para a província de Benguela.

Os dois sobreviventes encontram-se em "situação estável e fora de perigo” e recebem tratamento nos hospitais Geral e Militar do Hu-ambo, garantiu, ontem, o superintendente-chefe Martinho Kavita Satito, director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação Provincial do Mi-nistério do Interior, acrescentando que, de momento, os especialistas do SIC e Trânsito estão a trabalhar para apurar outros dados inerentes ao acidente.

O comandante municipal da Polícia Nacional do Londuimbali, superintendente-chefe Benedito Pakissi, apontou a imprudência de um dos motoristas, por excesso de velocidade e ultrapassagem irregular, como as principais causas do acidente, em que alguns dos passageiros, devido ao embate, foram projectados das viaturas.


* Com Marcelino Wambo

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade