Política

CNN pode formar profissionais da Comunicação Social angolana

César Esteves

Jornalista

O canal de notícias norte-americano CNN pode passar a formar profissionais da Comunicação Social angolana, com destaque para jornalistas, no quadro de uma colaboração, ainda em avaliação, com o Governo angolano.

04/07/2024  Última atualização 09H35
Responsável do canal de notícias norte-americano durante o encontro com o Chefe de Estado © Fotografia por: paulo mulaza | edições novembro

A informação foi avançada, ontem, em Luanda, pelo vice-presidente do canal internacional, Konstantino Oikonomou, no termo de uma audiência que lhe foi concedida pelo Presidente da República, João Lourenço, no Palácio da Cidade Alta, em Luanda.

"Nós, a nível da CNN, temos um acordo de parceria estratégica com a República de Angola, na área de Publicidade, que já leva alguns meses e o encontro de hoje (ontem) visou ver como é que podemos reforçar e melhorar a nossa colaboração, principalmente no que diz respeito à expansão de novas áreas e de formação de jornalistas e profissionais da Comunicação Social", ressaltou o responsável, acrescentando estar, também, em aberto a possibilidade do envio de um correspondente daquele canal ao país.

"Este é um assunto que foi abordado e, com certeza, ainda não chegamos a nenhum consenso, mas a CNN encara estar presente em Angola como em todo o continente", declarou Oikonomou.

O portfólio de serviços de notícias e informações da CNN encontra-se disponível em sete idiomas diferentes em todas as principais plataformas de TV, digitais e móveis, alcançando mais de 400 milhões de lares ao redor do mundo.

A CNN International é o canal de notícias de TV internacional número um, de acordo com todas as principais pesquisas de media na Europa, Médio Oriente e África, região da Ásia-Pacífico e América Latina e, recentemente, o canal expandiu a sua presença nos Estados Unidos da América, com o seu lançamento no CNN.  A CNN Digital é uma rede líder em notícias online, notícias móveis e media social. Ao longo dos anos, o canal ganhou vários prémios de prestígio ao redor do mundo, pela dinâmica e qualidade do seu jornalismo. O canal tem 42 escritórios editoriais e mais de 1.100 afiliados em todo o mundo por meio da CNN Newsource.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política