Desporto

Clube Desportivo da Huíla chega motivado ao Huambo

Arão Martins | Lubango

Jornalista

A equipa principal de futebol do Desportivo da Huíla, finalista vencido da Taça de Angola 2021/2022, chega hoje, às 9h00, à vila da Caála, província do Huambo, onde defronta, amanhã, às 15h30, o Petro de Luanda, em jogo da Supertaça, que abre a época futebolística 2022/2023.

22/09/2022  Última atualização 07H00
Equipa Desportivo da Huíla © Fotografia por: Edições Novembro

O director administrativo do clube, Ezequias Domingos, garantiu que tudo foi acautelado para que a equipa se apresente em excelentes condições na Caála para disputar o jogo, considerado nas hostes dos militares huilanos  como mais uma final.

"Estamos confiantes, mesmo sabendo que vamos defrontar o campeão, vencedor da Taça de Angola e, nesse momento, uma das cinco melhores equipas de África, com um percurso invejável, fruto do bom trabalho que tem estado a fazer”, disse.

Para Ezequias Domingos, apesar de a balança estar inclinada para o lado do adversário, devido ao poderio que ostenta, o futebol é feito de surpresas, por isso o grupo está motivado para fazer um bom jogo e resultado. Esclareceu que, tradicionalmente, os militares da Região Sul fazem bons jogos com equipas grandes.

"Independentemente dos factores que apontam uma superioridade teórica do Petro de Luanda, creio que os atletas farão tudo para dignificar o clube, a cidade do Lubango e a província da Huíla, no geral”, sustentou.

O desafio de amanhã, na Caála, referente à  Supertaça, é o segundo que o Desportivo vai disputar, depois da primeira tentativa na época 2018/2019, com o 1º de Agosto, com vitória por 1-0, no Lubango, e derrota na segunda mão, em Luanda, por 2-0.

O jogo com o Petro de Luanda, segundo Ezequias Domingos é  uma boa oportunidade que o Desportivo da Huíla tem para coleccionar um troféu nacional, depois de quatro tentativas falhadas - três finais da Taça de Angola e uma Supertaça.

"Os troféus da Supertaça e da Taça de Angola são títulos que podem ser conquistados, pois as equipas pequenas, tradicionalmente, vencem esses títulos”, sustentou.

O director administrativo do CDH reconheceu que, em termos de atletas e de opções, a equipa está melhor, comparativamente com a época passada.

"Apesar do poderio do Petro, os jogadores do Desportivo vão lutar até ao fim. Vamos lutar até à exaustão. Temos estado a disputar o título, infelizmente tem sido com os papões (Petro  ou 1º de Agosto), o que demonstra a qualidade que se tem”, referiu.

  CHIWE E MINGO BILLE
Atletas consideram jogo um "teste de fogo”

Os jogadores do Desportivo da Huíla consideraram, ontem, no final da única sessão de treino do dia, realizado no Lubango, que o jogo de amanhã, às 15h30, no Estádio do Recreativo da Caála, no Huambo, diante do Petro de Luanda, referente à Supertaça, é considerado como um "teste de fogo”.

O capitão dos militares da Região Sul, Chiwe, disse que defrontar o Petro de Luanda é sempre um prazer, na medida em que o jogo obriga todos a correr e fazer  sempre melhor para vencer o desafio.

"Trabalhámos bem. O grupo está motivado e compenetrado para o jogo de sexta-feira (amanhã). O Petro de Luanda é um bom adversário, já tem dois jogos das Afrotaças, vamos respeitá-lo, mas colocando em prática as nossas qualidades”, disse.

Segundo Chiwe, jogar num campo neutro será difícil para as duas equipas.

"Vamos nos adaptar a uma realidade diferente. O que interessa é praticarmos um bom futebol e ter êxito no final”, sublinhou.

Para o lateral Mingo Bille, só a vitória interessa no jogo de amanhã. Prometeu um desportivo agressivo e humilde.

"O jogo vai ser difícil, diante de um adversário que dispensa qualquer apresentação, mas do outro lado há, também, um conjunto que chegou a este jogo por mérito próprio”, referiu.  

O lateral-direito Mingo Bille reconheceu que a direcção do Clube reforçou à medida o plantel para nova temporada futebolística.

"O grupo está bem. A direcção reforçou todos os sectores com jogadores que têm qualidade e com vontade de ajudar o grupo. Quando assim acontece, a equipa torna-se mais forte”.

O defesa enalteceu a exigência do técnico Paulo Torres. Para ele, o treinador está a implementar métodos de trabalho positivos e os jogadores estão a corresponder.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto