Desporto

Clarós escolhe hoje os doze atletas para a janela inaugural

Melo Clemente

Jornalista

O seleccionador nacional sénior masculino de basquetebol, Josep Clarós “Pep”, escolhe esta terça-feira (23), os doze atletas, que vão representar Angola, de 26 a 28 do corrente, na cidade de Benguela, na disputa da primeira janela de qualificação da zona africana para a Copa do Mundo de 2023.

23/11/2021  Última atualização 05H45
Empenho e dedicação dos jogadores nas sessões de treino têm sido realçados por “Pep” © Fotografia por: Edições Novembro
A menos de quatro dias para o arranque da referida competição, que está a ser aguardada com enorme expectativa pelos amantes da modalidade, o técnico do "cinco” nacional, já tem "desenhada” aquilo que será a lista definitiva.


Os novatos Clésio Castro e Júnior Macaxi Braz, ambos da agremiação militar, podem ser os sacrificados na primeira e única triagem, segundo apurou o Jornal de Angola, junto de uma fonte próxima dos hendecacampeões africanos.


Os "ruandeses” Glofate Buiamba, Teotónio Dó, Gerson Gonçalves "Lukeny”, Childe Dundão, Aboubakar Gakou e Jilson Bango têm asseguradas as respectivas presenças na lista final.


Os atletas acima referenciados estiveram. em grande plano na fase final do Campeonato Africano das Nações (Afribasket) de Kigali, com principal relace para o jovem Jilson Bango, 22 anos, dois metros e oito centímetros, 94kg, que foi o terceiro melhor marcador do combinado nacional, com 48 pontos, para além de ter sido o rei dos ressaltos, com 48.


Entretanto, o "cinco” nacional volta a trabalhar hoje, em regime bidiário.
O aprimoramento da condição física, aliado aos aspectos técnicos e tácticos têm dominado as sessões de treino da Selecção Nacional, que ontem cumpriu a primeira semana de preparação na cidade das Acácias Rubras, em Benguela.


Josep Clarós "Pep”, técnico catalão que foi reconduzido ao cargo de seleccionador nacional, tem destacado o empenho dos jogadores nas sessões de treino.


"Todos eles estão focados no trabalho e com este espírito tenho a convicção que vamos formar um grupo coeso, para a disputa desta primeira janela de qualificação da zona africana para a Copa do Mundo de 2023”, garantiu o técnico de 52 anos.


O "cinco” nacional procura a nona presença numa fase final de uma Copa do Mundo. Os hendecacampeões africanos fizeram a estreia em 1986, na Espanha, a convite da FIBA-Mundo.


Depois, seguiram-se presenças na Argentina (1990), Toronto, no Canadá (1994),  Indianápolis, Estados Unidos da América (2002), Japão (2006), Turquia (2010), Espanha (2014), e República Popular da China (2019).


A Selecção Nacional vai disputar a primeira janela de qualificação da zona africana para a Copa do Mundo, ao lado das similares da Costa do Marfim, Guiné e República Centro Africana.


No Grupo A, estão as selecções da Nigéria, Cabo Verde, Mali e Uganda.
Oitenta nações, em representação da Europa, África, Ásia e Oceânia, lutam para ocupar os 32 lugares de acesso à Copa do Mundo de 2023.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto