Cultura

Cine Clube Comandante Bula é reabilitado em cinco meses

Fernando Neto | Mbanza Kongo

Jornalista

O Cine Clube Comandante Bula, na cidade de Mbanza Kongo, Zaire, vai beneficiar, nos próximos cinco meses, de obras de reabilitação, para retomar as exibições cinematográficas e espectáculos músico-culturais.

13/06/2022  Última atualização 18H20
Obras de reabilitação do espaço vão transformar o local num dos pontos de referência músico-culturais da província © Fotografia por: Fernando Neto | Edições Novembro | Mbanza Kongo

A assinatura do acordo para o início das obras foi feita, na sexta-feira, em Mbanza Kongo,  entre a empresa Angola LNG, financiadora do projecto de requalificação da infra-estrutura, através do seu director executivo, Amadeu Azevedo, e o Governo do Zaire, pelo director do gabinete de Infra-estruturas e Serviços Técnicos, André Malufuene.

As obras de reabilitação do espaço, a cargo da construtora MemaAngola, iniciam nos próximos dias, depois da assinatura do memorando, num acto testemunhado pelo governador da província, Pedro Makita.

O director executivo da Angola LNG destacou a importância da reabilitação do espaço, apesar de não ter avançado o valor do investimento. A reabilitação do Cine Clube Comandante Bula vai dar à cidade de Mbanza Kongo, enquanto Património Mundial da Humanidade, um novo local para as actividades culturais.

"Queremos participar do processo de preservação da cultura da região, através da reabilitação desta infra-estrutura  tendo em conta a importância da mesma na vida da população local. Vamos continuar a participar de projectos que ajudem no desenvolvimento e bem-estar dos habitantes do Zaire, em particular, e Angola, no geral”, disse.

O governador do Zaire, Pedro Makita, agradeceu a disponibilidade da Angola LNG em reabilitar o Cine Clube e transformá-lo num centro cultural moderno, capaz de promover os aspectos culturais da região. "Foi uma longa etapa até encontrarmos financiamento para a reabilitação da infra-estrutura, cujos ganhos vão reflectir-se nas gerações vindouras”, disse.

 

Valências

O arquitecto Rogério de Brito, da empresa "Space Project” que elaborou o projecto, vê a iniciativa como a possibilidade de transformar o Cine Clube, erguido no período colonial, num centro cultural de referência a nível da província. "O futuro centro cultural de Mbanza Kongo vai resultar da reabilitação do Cine Clube, uma estrutura actualmente degradada. A ideia é remodelar completamente o edifício”, explicou.

O actor Bernardo Alves Maifuila disse que a reabilitação do Cine Clube vai ajudar a dar mais oportunidades à classe artística do Zaire.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura