Política

Cimeira de Luanda da OEACP já tem logomarca e website

César Esteves

Jornalista

A logomarca e a página web da X Cimeira dos Chefes Estado e de Governo da Organização dos Estados da África, Caraíbas e Pacifico (OEACP), a decorrer de 6 a 10 de Dezembro deste ano, em Luanda, com a presença das 79 nações membros, foi apresentada, publicamente, esta segunda-feira, na capital do país.

16/08/2022  Última atualização 08H01
Secretário de Estado Nuno Albino e ministro Téte António © Fotografia por: João Gomes | Edições Novembro

A apresentação foi feita durante uma reunião orientada pelo coordenador do grupo de trabalho, criado pelo Presidente da República, João Lourenço, para a preparação, coordenação e organização das tarefas relacionadas com as responsabilidades de Angola no evento, o ministro das Relações Exteriores, Téte António.

A página web dispõe de informações sobre a Cimeira, o país e os Estados-membros da Organização. "Com este lançamento, pretendemos, igualmente, informar os cidadãos angolanos, os empresários e empreendedores, a sociedade civil e o público, em geral, sobre este compromisso assumido pelo Executivo angolano, que é a realização da X Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Organização dos Estados da África, Caraíbas e Pacifico no nosso país", salientou o chefe da diplomacia angolana.

"Esta Cimeira vai ter lugar aqui em Luanda e, em função disso, nós pensamos que, para uma maior divulgação da informação, era preciso criar mecanismos para a identificação dessa conferência", salientou o ministro das Relações Exteriores, para quem, doravante, com o lançamento desses instrumentos, os cidadãos terão mais informações sobre o certame a decorrer no país. Angola vai assumir, durante esta cimeira, a presidência da organização, para o triénio 2022 – 2025.

A candidatura do país, à presidência da OEACP, foi aceite, por unanimidade, durante a Cimeira de Nairobi, razão pela qual vai realizar esta cimeira de Chefes de Estado e de Go-verno, cujo lema será: "3 Continentes, 3 Oceanos e 1 Destino Comum: Construir uma OEACP Resiliente e Sustentável”.

Está previsto um grande número de convidados oriundos dos 79 Estados-membros e de diversos rankings protocolares, desde Chefes de Estado e de Go-verno, directores das Agências das Nações Unidas e instituições intergovernamentais, bancos regionais e outros parceiros da OEACP.

Téte António disse que, em termos materiais e financeiros, o volume logístico é enorme, mas, por outro lado, a iniciativa vai criar oportunidades para os empresários, empreendedores e outros segmentos do mercado local. Acrescentou que o evento vai reafirmar o primeiro passo da OEACP como organização internacional. "Desde a cimeira de Nairobi, esta será a primeira em que a OEACP reúne-se como organização internacional, depois do Tratado de George Town", realçou.

O coordenador do grupo de trabalho para a preparação, coordenação e organização do evento disse que o país já recebeu, no quadro dos preparativos da cimeira, visitas dos secretários da organização, que se deslocaram ao território nacional para avaliar, entre outras coisas, o cumprimento do Acordo de Sede (instrumento assinado quando se alberga uma reunião internacional).

"Até ao momento, não recebemos razões de queixa pela parte do secretariado. Temos sido um grupo coeso neste sentido", frisou Téte António, acrescentando que o país vai honrar este compromisso assumido.   Esta cimeira será a primeira a realizar-se depois da transformação do Grupo ACP em Organização Internacional, o que aumenta a responsabilidade do país para a afirmação deste novo estatuto.

A Organização dos Estados de África, Caraíbas e Pacifico, cujo secretário-geral é o embaixador angolano Georges Chikoti, é uma organização internacional, resultante da evolução do Grupo ACP, que congrega 79 Estados -membros oriundos de três continentes

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política