Sociedade

Cidadãos presos por queimarem viaturas

Quatro cidadãos nacionais supostamente envolvidos em crimes de homicídios voluntários e queimarem viaturas foram detidos pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) e apresentados à comunicação social, ontem, em Ondjiva, capital do Cunene.

12/08/2019  Última atualização 10H12
DR © Fotografia por: Casos de homicídios e outros crimes respondidos com cadeia

Os criminosos foram detidos, no âmbito das acções operativas realizadas pelo Serviço de Investigação Criminal, em coordenação com a Polícia Nacional em algumas regiões da província do Cunene.
De acordo com o porta-voz do SIC, intendente de investigação criminal, José Coimbra, foi possível deter dois cidadãos por crime qualificado em que foi vitima um cidadão mauritâniano, Mohamed Baeda, 39 anos, solteiro, comerciante, atingido mortalmente na cabeça e no abdómem, com disparos de arma de fogo, por tentar reagir ao assalto.
O crime aconteceu no interior do quarto da residência em que vivia, situada no Bairro Caxila-1, onde os marginais roubaram também quatro telemóveis e dois mil kwanzas.
Na localidade de Santa-Clara, município de Namacunde, uma mulher de 23 anos, matou o seu próprio filho recém-nascido por asfixia, tendo amarrado com uma fita o pescoço da vítima e enterrado de seguida numa lavra próxima de sua casa, alegadamente porque o pai negou a paternidade da criança. O SIC apresentou ainda um cidadão de 21 anos, acusado de incendiar três viaturas nos bairros Pioneiro Zeca e Naipalala, arredores da cidade de Ondjiva.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade