Regiões

Cidadão chinês detido por agressão sexual

André da Costa

Jornalista

Um cidadão de nacionalidade chinesa, de 57 anos, foi detido, há dias, pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), no município do Tômbwa, província do Namibe, por, su-postamente, ter agredido sexualmente uma adolescente de 16 anos.

24/05/2022  Última atualização 10H46
© Fotografia por: DR

O porta-voz do SIC/Geral, superintendente Manuel Halaiwa, disse, ontem, ao Jornal de Angola,  que o detido aliciava a adolescente com dinheiro, para satisfazer o seu desejo sexual, de forma reiterada. 

"O detido deu um telemóvel Samsung Galaxy à criança e, de forma repetida, cativava-a com 20 a 40 mil kwanzas, para a levar a um dos quartos da empresa, onde a abusava sexualmente", disse o porta-voz do SIC/Geral, acrescentando que a adolescente manteve-se calada, limitando-se em gastar o dinheiro e a exibir o telemóvel aos familiares e amigas.  

Segundo o superintendente Manuel Halaiwa, os pais da criança, preocupados com o facto dela exibir o telefone e andar com dinheiro, interrogaram-na, o que fez com que confessasse que era abusada sexualmente, em troca dos bens, tendo, de imediato, apresentado queixa-crime, que culminou com a detenção do cidadão chinês, que já foi encaminhado ao Ministério Público. 

Por outro lado, o porta-voz da Delegação Provincial de Luanda do Ministério do Interior, intendente Hermenegildo de Brito, disse, ontem, ao Jornal de Angola, que têm feito campanhas de sensibilização em escolas, com a participação de psicólogos, sociólogos e juristas, visando a redução de crimes sexuais.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões