Sociedade

Chuva sem danos humanos e materiais

A chuva que caiu, ontem, em Luanda, de forma alternada, quer no tempo de duração, quer geograficamente, não causou danos materiais consideráveis, informou o porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros.

30/01/2020  Última atualização 12H02
Agostinho Narciso | Edições Novembro © Fotografia por: Zonas normalmente críticas não tiveram problemas ontem

Faustino Sebastião disse que apesar de ser uma roti-na registar perda de vida e de bens materiais durante a chu-va ou tão logo que termine, desta vez não foi o caso, porque até ao momento não houve registo algum. 

O Jornal de Angola efectuou uma ronda em algumas artérias e bairros da capital, após ter terminado a chuva e constatou que as principais avenidas da Baixa de Luan-da, 21 de Janeiro e Deolinda Rodrigues tinham um tráfego normal de viaturas e sem inundação como em outras ocasiões.
Nos bairros da Vila Alice, Terra Nova e Marçal, todos do Distrito Urbano do Rangel, os moradores estavam tranquilos após a queda da chuva.
Ana da Silva, moradora da rua Arsénio Pompílio Pompeu, na Vila Alice, que normalmente inunda, contou que a chuva de ontem foi "pacífica e curta", ao contrário das últimas que destruíram vidas humanas e bens materiais.
O cidadão de Luanda, referiu a moradora da Vila Alice, já tem em mente que cada chuva é um problema, esquecendo-se que as mesmas moderam as temperaturas e alimentam as plantas no seu todo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade