Regiões

Chipindo forma mestres de prestação de serviços

Arão Martins | Lubango

Jornalista

Ao todo, 315 jovens das comunas de Bambi, Bunje e sede terminaram, na semana finda, um curso de formação profissional, no âmbito do Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE), no município de Chipindo (456 quilómetros a leste da cidade do Lubango), província da Huíla, numa promoção do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP).

07/12/2021  Última atualização 10H19
© Fotografia por: DR
A acção formativa durou 45 dias e no final os jovens receberam certificados e kits profissionais para criarem pequenas empresas de prestação de serviços, nas especialidades de agricultura, electricidade, serralharia, corte e costura, cabeleireiro, canalização e barbearia.

O administrador municipal de Chipindo, Hélder Lourenço, ao encerrar o ciclo de formação, disse que o Governo tem a responsabilidade de dotar os jovens de valências profissionais, para os desafios do mercado de trabalho.
O desenvolvimento do município de Chipindo, afirmou, é garantido por jovens, que apostam na formação académica e técnico-profissional.


O director provincial do INEFOP na Huíla, Alberto Bartolomeu, destacou a dedicação demonstrada pelos novos quadros, ao longo da formação, acrescentando que a mão-de-obra local é fundamental para o crescimento do município, rico em recursos minerais.


Anunciou que, no próximo ciclo de formação, serão ministrados 17 cursos, tendo em conta a especificidade da região.  
Em nome dos formandos, Celestino Justo mostrou-se satisfeito com a dedicação, profissionalismo, empenho e atenção dos professores, bem como com o apoio da Administração Municipal de Chipindo. Garantiu que os novos quadros comprometem-se em pôr em prática o que aprenderam e contribuir para o crescimento do município de Chipindo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões