Política

Chefe de Estado enaltece legado do general "Kamorteiro"

JA Online

O Chefe de Estado, João Lourenço, disse, esta segunda-feira, que o general Abreu Ukwachitembo “Kamorteiro” fica para sempre indelevelmente ligado ao fim definitivo do conflito militar em Angola, por ter sido, em nome da UNITA, um dos signatários dos Acordos de Paz para Angola, a 4 de Abril de 2002.

28/11/2022  Última atualização 20H38
© Fotografia por: DR | Arquivo

Eis mensagem de condolências na íntegra do Presidente da República:

À Familia do Inditoso

General Abreu Muhengo Ukwachitembo ‘Kamorteiro’,

Luanda

Foi com um profundo sentimento de pesar que tomei conhecimento do prematuro falecimento, por doença, do General Abreu Muhengo Ukwachitembo "Kamorteiro”, que desempenhava actualmente o cargo de Chefe do Estado Maior General Adjunto das Forças Armadas Angolanas.

O seu nome fica para sempre indelevelmente ligado ao fim definitivo do conflito militar em Angola, por ter sido, em nome da UNITA, um dos signatários dos Acordos de Paz para Angola, a 4 de Abril de 2002.

A partir dessa altura, enquadrado em cargos de chefia nas Forças Armadas Angolanas, desenvolveu uma acção meritória a favor da pacificação e desenvolvimento do país.

Nesta hora de dor, desejo expressar à família enlutada as minhas profundas condolências, extensivas a todos seus amigos e companheiros de luta.

JOÃO MANUEL GONÇALVES LOURENÇO

PRESIDENTE DA REPÚBLICA / COMANDANTE-EM-CHEFE DAS FORÇAS ARMADAS ANGOLANAS

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política