Política

Chefe de Estado consternado com morte do general Sukissa

O Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas, João Lourenço, mostrou-se profundamente consternado com o falecimento do general Jorge Manuel dos Santos “Sukissa”, comandante da Marinha de Guerra Angolana, ocorrido domingo, em Luanda, por doença.

02/08/2022  Última atualização 07H20
General Sukissa faleceu domingo vítima de doença em Luanda © Fotografia por: DR

Em nota de condolências, o Chefe de Estado considera que o general Sukissa era um cidadão abnegado e militar dedicado, destacando que desde muito cedo se comprometeu com a causa da defesa da Independência, da soberania e da integridade territorial do país, desempenhando diversas funções de comando, direcção e chefia, com brio, dedicação e patriotismo invulgar que lhe granjearam o respeito e admiração da classe castrense e do povo angolano.

João Lourenço acrescenta que o general Sukissa deixa um legado valioso que deve servir de inspiração para as novas gerações de militares e dos cidadãos em geral, na perspectiva da disposição para a defesa abnegada do país e da contribuição para a estabilidade e desenvolvimento.

Diante da perda de tão ilustre filho da Pátria e nesta hora de luto e dor, o Presidente da República e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas Angolanas inclina-se perante a sua memória e apresenta à família enlutada e às Forças Armadas Angolanas as mais sentidas condolências.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política