Política

Chefe de Estado apela ao diálogo entre a UNITA e televisões

Sobre o incidente em que foram intimidados jornalistas da Televisão Pública de Angola e da Zimbo, durante a manifestação realizada no sábado passado pela UNITA, o Presidente da República apelou ao diálogo entre as partes para que tudo volte ao normal.

16/09/2021  Última atualização 07H30
© Fotografia por: DR

O Chefe de Estado sublinhou que a "guerra dos comunicados  não ajuda, pelo contrário acirra, cada vez mais, os ânimos e faz aumentar o nível de tensão". "Nós, enquanto responsáveis políticos deste país, devemos procurar evitar tais situações”, sublinhou.

"É uma questão das partes conversarem. Acredito que se isso acontecer, os ofendidos acabarão por perdoar e tudo voltar ao normal”, referiu o Chefe de Estado, lembrando que o país já passou por situações bem piores a esta  e os responsáveis por tais situações acabaram por pedir desculpas e os lesados aceitaram as mesmas desculpas”.

O Presidente da República disse acreditar que se as partes implicadas conversarem, nos próximos dias o clima  estará "bastante desanuviado”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política