Sociedade

CFM suspende circulação de comboio para Lubango

A circulação de comboios do Caminho de Ferro de Moçâmedes (CFM), entre o Namibe e o Lubango (Huíla), está suspensa por tempo indeterminado, em consequência de danos causados na linha, pelo descarrilamento de uma composição de vagões vazios.

14/08/2022  Última atualização 06H15
Composição de vagões vazios descarrilou no município da Bibala © Fotografia por: DR

A empresa do CFM esclareceu, este sábado, que a circulação retoma apenas quando terminarem os trabalhos técnicos para a reposição da linha destruída pelo descarrilamento, ocorrido, na última sexta-feira, na estação da Bibala, província do Namibe.

A nota explica que uma composição de vagões vazios, que estava estacionada na estação da Bibala, recuou de forma desgovernada e descarrilou, na zona do KM 138, localidade da Garganta.

A nota refere que o incidente deu-se, por volta das 14h25, quando 26 dos 34 vagões vazios da composição recuaram na posição sentido Moçâmedes e descarrilaram naquela zona do município da Bibala.

A empresa ferroviária de Moçâmedes esclarece, ainda, que o incidente provocou a danificação de cerca de 200 metros de linha férrea.

Neste momento, segundo o CFM, equipas técnicas da empresa estão a realizar trabalhos de carrilamento, retirada de material acidentado e reparação da linha férrea.

Quanto às causas do descarrilamento, que não provocou danos humanos, a nota realça que são ainda desconhecidas, estando a caminho do local uma equipa de  da Agência Nacional do Transportes Terrestre para a averiguação. De realçar que não foram registados danos humanos.  

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade