Cultura

Centro Cultural Manuel Rui Monteiro acolhe exposição de artes e esculturas

Juliana Domingos| Huambo

Jornalista

O Centro Cultural Manuel Rui Monteiro, na cidade do Huambo, acolhe, de 22 a 30 de Junho, uma exposição de artes e esculturas, que conta com a participação de 24 expositores, no âmbito da agenda cultural daquela instituição, visando a promoção das artes do Planalto Central.

24/06/2024  Última atualização 10H06
Obras de artistas locais na primeira exposição de artes visuais © Fotografia por: Joaquim Armando| Edições Novembro

Durante a exposição, a membro da Comissão Instaladora do Centro Cultural Manuel Rui Monteiro Alexa Tomás disse que esta acção cultural marca a primeira ligada às artes e esculturas, onde os 24 artistas locais, com obras diferenciadas, têm a visão de promover um trabalho que visa enaltecer aquela casa de cultura e garantir que os visitantes encontrem sempre os traços tradicionais da região presentes.

Alexa Tomás disse que o calendário do Centro Cultural tem sido muito rico, com a realização de vários eventos, sendo esta uma maneira de mostrar aos artistas que o local está aberto para todos, que é um lugar onde todas as acções voltadas às artes serão bem acolhidas, para engrandecer a cultura nacional.

A responsável manifestou que esta é a primeira de várias outras exposições que vão ser realizadas ao longo do ano, para que as artes sirvam como uma das principais atracções dos visitantes que afluem ao Centro Cultural Manuel Rui Monteiro, uma vez que o espaço contempla vários serviços ligados à área artística e cultural. 

Alexa Tomás disse que desta vez a exposição é de artistas locais e promete ter, em outras ocasiões, convidados das províncias do Namibe, Benguela, Bié, Cunene e Luanda, para que se promova uma troca de experiências na área das artes plásticas e esculturas, por constituir um grande ganho e facilitar a interacção cultural.

O director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Jeremias Piedade Tchissanga, fez saber que o Centro Cultural Manuel Rui Monteiro tem a particularidade de ter espaços próprios para acolher feiras e exposições de grande dimensão.

Segundo a fonte, o Centro está a fazer renascer a indústria cultural do Planalto Central, cujo objectivo é expor trabalhos de arte, mostrar, valorizar e divulgar a tradição local, criar valores para que as futuras gerações bebam das mesmas experiências.

Jeremias Piedade Tchissanga disse que quando se fala da indústria cultural é na perspectiva de garantir que aqueles que exercem essa actividade encontrem um sustento através da arte, para terem a oportunidade de ensinar as pessoas como manter firme a história dos povos de diferentes gerações.

O responsável manifestou que o Centro Cultural Rui Monteiro veio para melhorar as condições de vida dos artistas, uma vez que a venda de artefactos culturais tem estado a aumentar, na sequência dos visitantes que afluem àquela instituição.

O Centro Cultural Manuel Rui Monteiro tem oficinas onde num futuro muito breve os fazedores de artes poderão ensinar ou transmitir os seus conhecimentos para outras pessoas interessadas em aprender técnicas ligadas às artes.

O artista plástico António dos Santos disse que precisa de trabalhar mais, para garantir a presença das suas obras nas exposições do Centro Cultural Manuel Rui Monteiro e com as vendas ajudar a sustentar a família..

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura